Barco naufraga na Bahia e deixa ao menos cinco mortos e seis feridos - Brasil
FATALIDADE

Barco naufraga na Bahia e deixa ao menos cinco mortos e seis feridos

Marinha enviou equipe conduzir as buscas dos possíveis desaparecidos, além de apurar as causas do ocorrido


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Uma embarcação que fazia o transporte de passageiros entre as ilhas de Maria Guarda e Madre de Deus, na região de Salvador (BA), naufragou na noite deste domingo (21). Segundo as últimas informações divulgadas pela Prefeitura Municipal de Madre de Deus, cinco pessoas morreram, sendo três mulheres, um homem e uma criança. Outros quatro passageiros precisaram ser levados ao hospital, enquanto dois foram liberados após atendimento no local.

  
Barco naufraga na Bahia e deixa ao menos cinco mortos e seis feridos Reprodução
 
 
 

Segundo informações apuradas pela RECORD BAHIA, 11 vítimas foram atendidas no local e, segundo os órgãos de segurança da região, os cinco óbitos foram constatados. São eles:

- Ryan Kevellyn de Souza Santos, de 22 anos;

- Flaviane Jesus dos Santos, de 29 anos;

- Jonathan Miguel de Jesus Santos, de 7 anos;

- Caroline Barbosa de Souza, de 17 anos;

- Rosimeire Maria Souza Santana, de 59 anos.

Além disso, três passageiros precisaram ser transferidos para os hospitais. São eles:

- Menina de 1 ano - UTI pediátrica;
- Menino de 6 anos - UTI pediátrica;
- Mulher de 56 anos - UTI adulta


Um passageiro ainda aguarda transferência e dois receberam atendimentos no local e já foram liberados. As informações foram confirmadas pela assessoria do município de Madre de Deus.

O governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), lamentou o acidente e afirmou que as equipes locais vão continuar trabalhando para encontrar possíveis desaparecidos. "Não mediremos esforços para dar todo o apoio e suporte às famílias", completou.

Uma equipe de Busca e Salvamento da CPBA (Capitania dos Portos da Bahia) da Marinha do Brasil foi enviada ao local para conduzir as buscas dos possíveis desaparecidos, em conjunto com outros órgãos, além de apurar o ocorrido e coletar informações.

*Com a colaboração de Emily Bonfim, da RECORD BAHIA, em Salvador

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado