Homem é preso suspeito de estuprar e obrigar mulher a se prostituir; ele a monitorava por aplicativo - Brasil
CRIME

Homem é preso suspeito de estuprar e obrigar mulher a se prostituir; ele a monitorava por aplicativo

As investigações da Polícia Civil apontam que o suspeito também colocou um aplicativo espião no celular da vítima


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Um empresário de 34 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso em Salvador suspeito de estuprar e obrigar uma mulher a se prostituir por quatro anos. Ele foi detido por policiais civis de Minas Gerais na quarta-feira (24). 

Segundo a Polícia Civil, a mulher, de 38 anos, denunciou que estava sendo feita de escrava sexual desde de 2020. Os crimes começaram quando ela se mudou para Camaçari, na Bahia. O homem, se passando por uma mulher, começou a conversar com a vítima oferecendo a ela uma oportunidade de fazer fotos nuas sem mostrar o rosto.

  

Homem é preso suspeito de estuprar e obrigar mulher a se prostituir Reprodução
   

Por ter acabado de passar por um divórcio e estar precisando do dinheiro, ela aceitou fazer as fotos pensando em receber o valor e depois encerrar o "contrato". Após enviar as fotos, o suspeito começou a ameaçá-la de divulgar as fotos. 

Ainda segundo a PC, a mulher aceitou se encontrar com o suspeito, que a estuprou e filmou o crime. A partir disso, as ameaças se intensificaram e ele passou a obrigá-la a se prostituir, ficando com todo o dinheiro dos programas. 

As investigações apontam ainda que ele colocou um aplicativo espião no celular da vítima e passou a monitorá-la e controlar as mensagens e a localização dela. A denúncia foi feita no dia 12 de janeiro e a polícia montou uma operação para prender o homem. 

O suspeito é empresário do ramo de cosméticos em Camaçari. Ele também é investigado por aliciar cerca de 40 mulheres para prostituição na Bahia. O homem também pode responder por indução ao suicídio, extorsão, estupro, stalking, invasão de dispositivo informático alheio, registro nao autorizado da intimidade sexual entre outros. 

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado