Governo do Piauí inaugura Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa no próximo mês - Cidades
OBRA

Governo do Piauí inaugura Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa no próximo mês

Na obra estão sendo investidos R$ 175 milhões, desse montante, R$ 129 milhões são recursos do tesouro estadual


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A população do Piauí ganhará no mês de julho de 2023, uma nova Maternidade Dona Evangelina Rosa. A unidade de saúde iniciará suas atividades com os serviços ambulatoriais. Em outubro deste ano, a maternidade funcionará com toda capacidade.

Na obra estão sendo investidos R$ 175 milhões, desse montante, R$ 129 milhões são recursos do tesouro estadual e 46 milhões do Orçamento Geral da União. “Todos os serviços oferecidos pela Evangelina Rosa estarão na nova maternidade, só que em maior quantidade, reduzindo a fila de espera. Teremos mais UTIs e ambulatórios. A atual maternidade vai se transformar em outro equipamento público”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Antonio Luiz.

Governo do Piauí inaugura Nova Maternidade Dona Evangelina Rosa no próximo mês Divulgação

   


Na primeira etapa será aberta a parte ambulatorial, administrativo, almoxarifado, diagnóstico por imagem, gerenciamento de resíduos sólidos, lavanderia, nutrição, tecnologia da informação, central de material e esterilização e serviço de arquivo médico.

A maternidade Dona Evangelina Rosa atenderá gestantes e bebês de alto risco com a oferta de serviços de saúde especializados além de contar ainda com um cartório de registro civil, posto de polícia e uma sala especial para o Serviço Atendimento às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (SAMVVIS), constituído por uma por equipe multiprofissional (médicos, psicólogos, enfermeira, assistentes sociais e pessoal de apoio) responsável pela atenção integral às mulheres vítimas de violência sexual.

“Queremos oferecer às mulheres um serviço mais humanizado e acolhedor. Também facilitar que essas famílias já saiam da maternidade com suas crianças com registro de nascimento”, destaca a diretora de Vigilância em Saúde da Sesapi, Cristiane Moura Fé, que é uma das responsáveis pelo plano de transição.

Na unidade de saúde serão implantados 174 leitos de enfermaria; 30 leitos UTI Neonatal; 30 leitos UTI Neo Intermediária (UCINCO); 15 leitos UCINCA – Canguru; 20 leitos UTI Adulta; 06 leitos de Observação Pronto Atendimento; 12 leitos de quarto PPP, 06 salas do Centro Cirúrgico, totalizando – 293 leitos. Além disso, 03 salas do Centro de Parto Normal (CPN) que começam a funcionar no mês de outubro de 2023.

“É mais uma grande obra da Saúde que o governo Rafael Fonteles vai entregar, proporcionando um avanço considerável na saúde materno-infantil do Piauí”, destaca o superintendente de Média e Alta Complexidade da Sesapi, Dirceu Campelo.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado