Piauí gerou 1.135 empregos com carteira assinada no primeiro bimestre de 2024, diz Caged - Cidades
EMPREGO E RENDA

Piauí gerou 1.135 empregos com carteira assinada no primeiro bimestre de 2024, diz Caged

Resultado foi positivo em quatro dos cinco setores da economia avaliados no estado em fevereiro


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Piauí registrou, em fevereiro de 2024, saldo de 533 novas vagas com carteira assinada, resultado de 12 mil admissões e 11,5 mil demissões. O estado manteve o aquecimento registrado em janeiro e acumulou, no bimestre, 1.135 postos de trabalho criados. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) foram divulgados nesta semana pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

No Piauí, o resultado foi positivo em quatro dos cinco grandes grupos da atividade econômica avaliados. 
O destaque piauiense foi o setor de Serviços, que terminou o mês com um saldo de 860 vagas. Agropecuária (+344), Comércio (+320) e Indústria (+235) aparecem na sequência. No entanto, a Construção registrou queda (-1.226), em especial na área das “obras de infraestrutura para energia elétrica, telecomunicações, água, esgoto e transporte por dutos” (-838).

  

Carteira de Trabalho
Reprodução
   

Na divisão por municípios, Teresina reuniu o maior saldo do período. Foram 247 novas vagas com carteira assinada, o que levou o estoque na capital piauiense a um total de 216,9 mil pessoas formalizadas. Na sequência dos cinco municípios com maior saldo aparecem Baixa Grande do Ribeiro (+159), Picos (+123), Água Branca (+71) e Uruçuí (+65).

Em fevereiro, no estado, os novos postos de trabalho foram ocupados, em sua maioria, por pessoas do sexo feminino (+390). Pessoas com ensino superior completo foram as principais atendidas (+477) com as vagas no Piauí. Jovens entre 18 e 24 anos também são o grupo com maior saldo de vagas: +850.

NACIONAL — O Brasil registrou em fevereiro de 2024 uma forte ampliação do mercado formal de trabalho em comparação com janeiro. No segundo mês do ano foram gerados 306.111 postos com carteira assinada. Com os números registrados em janeiro e fevereiro, o Brasil acumula quase meio milhão de novas vagas formais de trabalho e chega a um saldo de 474.614 empregos gerados.

O resultado de fevereiro é fruto da diferença entre o total de 2,24 milhões de pessoas admitidas e 1,94 milhão de desligamentos em todo o país. Em relação ao estoque total de pessoas empregadas do país, o Brasil registra quase 46 milhões de postos formais, um crescimento de 1,04% em relação a fevereiro do ano passado.

No mês, todos os cinco grandes grupos de atividades econômicas registraram números positivos. Destaque para o setor de Serviços, que respondeu pela criação de 193 mil vagas. Em seguida aparecem a Indústria (+54,4 mil), a Construção (+35 mil), o Comércio (+19,7 mil) e a Agropecuária (+3,7 mil).

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado