EM TERESINA

Prefeitura de Teresina interdita avenida Raul Lopes para a 20ª Parada da Diversidade

A interdição será feita para assegurar mais tranquilidade para o evento


Com o objetivo de garantir a segurança do público durante a 20ª Parada da Diversidade, a Prefeitura de Teresina interdita, nesta terça-feira (6), a avenida Raul Lopes, a partir das 15h, nos dois sentidos da via, sendo liberada somente após o término do evento. A concentração da Parada será em frente ao Parque Potycabana.

Por conta do público esperado no evento, de cerca de 100 mil pessoas, e que convergirá no estacionamento da Ponte Estaiada ao final da Parada da Diversidade, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) trabalhará para garantir a fluidez do trânsito.

  

Prefeitura de Teresina interdita avenida Raul Lopes para a 20ª Parada da Diversidade
Reprodução

  

De acordo com o diretor de Operações e Fiscalização de Trânsito da Strans, Ricardo Almeida, a interdição será feita para assegurar mais tranquilidade para o evento.

“Nesta véspera do feriado de 7 de Setembro, especialmente a avenida Raul Lopes será interditada, pois haverá um show artístico nacional, que deverá reunir um grande número de pessoas. Estaremos com os nossos agentes de trânsito para orientar os condutores”, acrescentou o diretor.

A gerente de Operações e Fiscalização de Trânsito da Strans, Carla Sales, lembra que, por conta do grande número de pessoas, deve-se evitar passar pela avenida Raul Lopes, buscando meios de transporte alternativo.

“Estamos lembrando as pessoas que a expectativa é que muitas pessoas compareçam a esse evento, por isso é importante evitar ir para o local de carro”, orientou a gerente.

A concentração da parada será às 16h, em frente à Potycabana, com percurso que seguirá pela avenida Raul Lopes até o estacionamento da Ponte Estaiada. Os agentes de trânsito da Strans estarão no entorno do evento para orientação de trânsito. A parada está programada para se estender até a meia-noite.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: