Seduc investe mais de R$ 13 milhões em soluções tecnológicas para reforçar segurança nas escolas - Educação
EDUCAÇÃO

Seduc investe mais de R$ 13 milhões em soluções tecnológicas para reforçar segurança nas escolas

O prazo para a conclusão da instalação da central de monitoramento é de 140 dias


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) inicia o ano investindo na segurança de alunos, professores e toda a comunidade escolar através da tecnologia. Uma empresa especializada na prestação de serviços de solução inteligente e integrada de Segurança Eletrônica está sendo contratada para executar o serviço, de forma contínua, de captura e gestão de imagens para compor um sistema de segurança por videomonitoramento. Inicialmente serão contemplados 123 prédios em Teresina e 18 em Parnaíba, com investimento no valor de R$ 13.192.703,98.

O sistema incluirá equipamentos, acessórios, componentes e materiais relacionados à segurança, além da sua implantação, manutenção preventiva e corretiva, bem como o treinamento operacional e o suporte técnico da solução instalada nas escolas de Teresina e Parnaíba. 

  

Seduc investe mais de R$ 13 milhões em soluções tecnológicas para reforçar segurança nas escolas
Divulgação

  

A iniciativa faz parte das ações do Grupo de Trabalho para Promoção da Segurança e a Cultura de Paz nas Escolas, criado em abril do ano passado, envolvendo a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e outras entidades.

O Secretário de Educação, Washington Bandeira, relembra as ações já executadas pela Seduc em relação à cultura de paz nas escolas no ano de 2023. “Posso citar o fortalecimento da atuação das nossas equipes multiprofissionais, como psicólogos e assistentes sociais nas escolas, inclusive, com a convocação de novos profissionais. A convocação e capacitação de novos agentes de portaria nas escolas, a contratação do serviço de vigilância nas escolas, dentre outras ações. A Seduc, a SSP e todos os representantes das entidades envolvidas no Grupo de Trabalho estão atuando em conjunto para fortalecer as ações repressivas e, sobretudo, as ações preventivas, educativas aos alunos, aos gestores educacionais e aos familiares dos alunos para promoção da paz nas escolas”, explica o gestor.

De acordo com a diretora da Unidade Administrativa da Seduc, Arielma Oliveira, o monitoramento será realizado em tempo real nas áreas internas e externas das instalações das unidades administrativas e das escolas, contribuindo para a obtenção de informações e identificações, além de responsabilização (junto aos órgãos de segurança pública) de delitos praticados dentro da instituição.

“A Seduc tem como objetivo contratar soluções que colaborem com a diminuição dos índices de criminalidade nas escolas, de forma a inibir a violência nas unidades que compõem a rede pública estadual de educação”, explica. O prazo para a conclusão da instalação da central de monitoramento é de 140 dias.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado