Enem 2023: com fama de mais difícil, segundo dia tem provas de matemática e ciências da natureza - Geral
ENEM

Enem 2023: com fama de mais difícil, segundo dia tem provas de matemática e ciências da natureza

Mais de 3,9 milhões de inscritos terão cinco horas para responder a 45 questões de matemática e 45 de física, química e biologia


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Acontece neste domingo (12) o segundo dia de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Os candidatos têm até as 13h, horário de Brasília, para acessar o local de exame, e a aplicação começa às 13h30.

Na primeira etapa, no dia 5, dos mais de 3,9 milhões de inscritos, 28,3% não compareceram. Quem não fez o exame no primeiro dia pode fazer as provas do segundo dia.

 

Enem Jade Araújo/A10+
 

A prova terá cinco horas de duração para que os inscritos respondam a 90 questões de matemática, física, química e biologia. Todos os participantes devem apresentar documento com foto e levar caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Os participantes devem ficar atentos à Página do Participante do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pelo processo seletivo. 

O instituto afirmou que o Cebraspe, que cuida da aplicação do exame, poderia alterar os locais de prova "por questões estruturais identificadas nas salas das escolas e instituições de ensino mobilizadas".

Nesses casos, os participantes seriam alertados sobre a mudança por meio de ligações ou mensagens de email, WhatsApp e SMS.

Fique atento: se o celular tocar durante a prova, o estudante será desclassificado na hora. Às 18h, os participantes poderão deixar o local com o caderno de questões, e o teste será encerrado às 18h30. 

O edital do Enem prevê a reaplicação das provas para participantes que tenham algum problema logístico. Ela poderá ser solicitada pelos inscritos entre os dias 13 e 17 de novembro, na Página do Participante.

O gabarito oficial será divulgado pelo Inep no dia 24 de novembro.

Primeira prova

O primeiro domingo de Enem foi marcado pelo vazamento da página da redação, que propôs uma reflexão sobre o trabalho invisível de cuidado feito pela mulher no Brasil.

Imagens mostram que o tema já circulava nas redes sociais antes de os primeiros candidatos serem liberados para sair, às 15h30. A Polícia Federal foi acionada, mas o Inep decidiu prosseguir com o exame.

Após três anos, o Enem voltou a ter questões que abordaram a ditadura militar, incluindo uma que citou o assassinato do jornalista Vladimir Herzog. O teste fez referências ainda ao romance Torto Arado, de Itamar Vieira Junior, à escritora Conceição Evaristo, à história da Palestina e à migração de judeus para o Brasil.

Outras questões trouxeram a música Alegria, Alegria, de Caetano Veloso, o tema das mudanças climáticas e do aquecimento global e violência de gênero e racial.

O exame foi marcado também por relatos de participantes que demoraram mais de uma hora e meia para chegar ao local de prova e de alunos que não conseguiram revisar a matéria no sábado por causa da falta de energia em São Paulo.

Em Brasília, o presidente Lula visitou o Inep acompanhado de Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social) e Camilo Santana (Educação) antes do início do exame. Junto com a primeira-dama, Janja, ele conheceu a sala onde o teste é monitorado.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado