Três médicos são mortos a tiros em quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro - Geral
CRIME

Três médicos são mortos a tiros em quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Outro médico do grupo sobreviveu ao ataque e foi levado para o hospital; polícia investiga o caso


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 09h55)

Três médicos foram mortos a tiros na madrugada desta quinta-feira (5) em um quiosque na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro. Conforme informações da Polícia Civil local, uma quarta vítima foi socorrida e levada para uma unidade de saúde da região. Seu estado é grave.

Dois dos mortos eram de São Paulo e o terceiro, da Bahia. Os profissionais estavam na cidade para participar do 6º Congresso Internacional de Cirurgia Minimamente Invasiva do Pé e Tornozelo, que acontece nesta quinta.

  

Três médicos são mortos a tiros em quiosque na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro
Reprodução


A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada e investiga a morte de Marcos de Andrade Corsato, Perseu Ribeiro Almeida e Diego Ralf de Souza Bomfim. O nome da quarta pessoa não foi divulgado. Diego Ralf era irmão da deputada federal Sâmia Bomfim.

"A perícia foi realizada no local, testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas", disse ainda a Polícia Civil. Diligências estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime.

Investigação

Segundo a Secretaria de Estado de Polícia Militar, policiais militares do 31° BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionados para uma ocorrência de homicídio na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca.

De acordo com o comando da unidade, no local os agentes encontraram quatro vítimas de disparos de arma de fogo sendo socorridas por militares do Corpo de Bombeiros. Três delas não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

“Agentes do 31° BPM chegaram a efetuar buscas para encontrar o paradeiro dos acusados, mas nada foi constatado. O policiamento foi reforçado na região. A área foi isolada e o local preservado para o trabalho da perícia da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC)”, disse a Polícia Militar do Rio.

“A perícia foi realizada no local, testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas”, acrescentou ainda a Polícia Civil do Rio. Diligências estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime.

Os médicos estavam hospedados no Hotel Windsor, que fica em frente ao quiosque onde aconteceu o ataque.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado