Quem é Sabrina Silva, PM afastada de cargo suspeita de matar jovem após perseguição no Maranhão - Maranhão
CASO MARCOS VINICIUS

Quem é Sabrina Silva, PM afastada de cargo suspeita de matar jovem após perseguição no Maranhão

A família de Marcos Vinicius sustenta que ele foi perseguido pela PM, após ser flagrado dando "grau" em uma motocicleta


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A policial militar e influencer Sabrina Silva foi afastada do cargo sob suspeita de matar Marcos Vinicius, de 20 anos, durante uma perseguição na cidade de Governador Edison Lobão, no interior do Maranhão, no último domingo (25). A vítima foi morta na frente da mãe. A suspeita atua no 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) de Imperatriz.

Com 87 mil seguidores no Instagram, Sabrina, que além de policial militar, trabalhava também como influencer, compartilhava o dia a dia da profissão na PM-MA, publicidades e vídeos de humor. A família de Marcos Vinícius sustenta que ele foi perseguido pela PM, após ser flagrado dando "grau" em uma motocicleta e acabou sendo morto com um tiro nas costas, na frente da própria mãe, na porta de casa.

  

Quem é Sabrina Silva, PM afastada de cargo suspeita de matar jovem após perseguição no Maranhão
Reprodução

   

Antes de ser policial militar, Sabrina relatou, em rede social, que trabalhava como flanelinha. “A menina que vigiava carro na praia, que vendia geladinho para ajudar a mãe, que foi babá durante anos, hoje se tornou uma grande mulher, porque Deus não abandona os seus”, escreveu.

Segundo apurado pela TV Cidade, afiliada à Record no Maranhão, Marcos Vinicius estava no meio da rua fazendo uma manobra, conhecida como “grau”, em uma motocicleta. Durante a ação, o jovem foi abordado pela Polícia Militar, mas desobedeceu a ordem de parada e foi perseguido por uma viatura da PM.

O coronel Magalhães, comandante da PM-MA do interior, contou à Record no Maranhão que a guarnição, envolvida no caso, registrou ocorrência na delegacia relatando que um grupo de motociclistas estava na cidade de Edison Lobão, em atitude suspeita, e a guarnição iniciou o acompanhamento tático, que acabou terminando com a morte de Marcos Vinicius.

A família relatou que o jovem foi morto na porta de casa, após a PM Sabrina atirar nele. O disparo, segundo a perícia, atingiu as costas do rapaz. Diante da imensa repercussão do caso, o Ministério Público do Maranhão deu um prazo de 24 horas para a Polícia Civil do Maranhão prestar informações sobre as providências adotadas para apuração do fato e as circunstâncias do crime. 

O caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Imperatriz. 

Outro lado

O A10+ não conseguiu contato com a defesa da policial militar envolvida no caso. O espaço segue aberto através do WhatsApp (86) 3218-1010 ou no email [email protected] 

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado