MUNDO

Lula na COP27: “Mundo tem pressa de ver o Brasil debater futuro do planeta”

"O Brasil está pronto para se juntar novamente aos esforços para a construção de um planeta mais saudável", disse Lula no Egito


Em discurso na “blue zone” da COP27, onde acontecem as negociações, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta quarta-feira (16/11), que o mundo tem pressa de ver o Brasil participando das discussões do futuro do planeta.

“O Brasil está pronto para se juntar novamente aos esforços para a construção de um planeta mais saudável e um mundo mais justo”, afirmou o presidente. “O Brasil está de volta para reatar laços com o mundo, para cooperar com países mais pobres, estreitar relações com nossos irmãos latino-americanos e caribenhos”, completou ele.

  

Lula na COP27: “Mundo tem pressa de ver o Brasil debater futuro do planeta”
Reprodução
   

Lula disse que estará aberto à cooperação internacional para preservar os nossos biomas. “O combate à mudança climática terá o mais alto perfil na estrutura do meu próximo governo. Vamos priorizar a luta contra o desmatamento em todos os nossos biomas”, disse. “Vamos punir com todo rigor o responsável por qualquer atividade ilegal, seja garimpo, extração de madeira… Esses crimes afetam, sobretudo, os povos indígenas”, acrescentou.

O petista também descascou críticas ao presidente Jair Bolsonaro (PL), sem mencioná-lo.

Após citar dados sobre desmatamento, disse que “essa devastação ficará no passado”. “Os crimes ambientais, que cresceram de forma assustadora no governo que está chegando ao fim, serão agora combatidos sem trégua”, disparou.

Viagem à COP27

Lula chegou a Sharm El-Sheikh na madrugada desta terça-feira (15/11), horário local (noite de segunda-feira, 14/11, em Brasília). Ele viajou à cidade-sede da COP27 em um jatinho do empresário José Seripieri Junior, fundador da Qualicorp e delator na Lava Jato.

O petista foi convidado publicamente pelo presidente do Egito, Abdul Fatah Khalil Al-Sisi, para participar do evento climático.

Na terça, Lula teve encontros bilaterais com autoridades do clima dos Estados Unidos e da China. Ele também falou com o presidente do Egito e se reuniu com senadores que participam da COP27, incluindo o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Nesta quarta, Lula participou de um evento com governadores da Amazônia. O presidente eleito disse que vai pedir para o secretário-geral da ONU, António Guterres, para que a COP30 seja realizada no Brasil. O evento ocorrerá em 2025. Guterres e Lula se reúnem nesta quinta-feira (17/11).

“O Brasil está de volta ao mundo, saindo do casulo a que foi submetido nos últimos quatro anos. […] Era um governo que não fazia qualquer esforço para conversar com o mundo”, disse Lula, após participação no Hub do Consórcio da Amazônia Legal na COP27. “Vamos pedir que a COP seja feita no Brasil e na Amazônia”, afirmou, brincando que os governadores da região vão ter de “brigar” entre si para sediar o evento.

No mesmo dia do encontro com o secretário-geral da ONU, Lula terá encontros com representantes da sociedade civil brasileira, do Brazil Hub e do Fórum Internacional dos Povos Indígenas/Fórum dos Povos sobre Mudança Climática.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Metrópoles


Dê sua opinião: