POLÍCIA

Mãe procura polícia após receber mensagens de que filho está morto e enterrado em Teresina

O jovem desapareceu na última segunda-feira (12); família pede justiça acerca do caso


*Colaboração de Ana Paula Barreira - TV Antena 10

Maria Hilda procurou a polícia após receber mensagens de que seu filho, Kauãn Alves dos Santos, 18 anos, jovem que está desaparecido desde segunda-feira (12), está morto e enterrado. Ela conversou com o Balanço Geral Piauí, TV Antena 10, nesta quinta-feira (15) e deu detalhes sobre o caso.

O jovem foi visto pela última vez no conjunto Edigar Gayoso, na região da Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. Maria Hilda contou que recebeu mensagens de que Kauãn estaria enterrado em uma região de mata no residencial Dandara dos Cocais. 

  

Mãe procura polícia após receber mensagens de que filho está morto 
TV Antena 10 / Reprodução

   

Um boletim de ocorrência foi registrado sobre o caso e os pais do jovem prestaram depoimento na delegacia. A motivação do crime ainda é desconhecida. A mãe revelou ainda que as mensagens enviadas foram apagadas.

"Ele foi deixar minha filha na escola e na volta, sequestraram meu filho e torturaram, mas eles perceberam que muitas pessoas viram que estavam com meu filho. Daí liberaram ele. Esses homens estavam armados. Meu filho foi para casa, mas depois foram atrás dele. Levaram e mataram meu filho e deixaram só a motocicleta dele", contou Maria Hilda.

A mãe citou que o jovem havia desaparecido na segunda-feira (12). Segundo ela, Kauãn não é faccionado, mas já foi apreendido quando era menor porque estava com maconha. Ela relatou que recebeu mensagens de que seu filho estaria morto e enterrado.

"Recebi um áudio dizendo que ele tava numa casa amarrado. De madrugada avisaram que tava morto e enterrado na mata da Dandara, só queria saber o local pra enterrar ele com dignidade", desabafou.

Kauã morava com o pai em José de Freitas. A mãe não via o filho há mais de dois meses. Segundo a família, o jovem veio a Teresina para visitar os familiares. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: