POLÍTICA

Articulação de Wellington Dias garante aprovação da PEC da Transição no Senado

A proposta foi articulada pelo novo governo para dar continuidade ao pagamento do Bolsa Família


O Plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (7) a PEC da Transição (PEC 32/2022), que libera R$ 145 bilhões para o novo governo, fora do teto de gastos, pelo prazo de dois anos. A aprovação é fruto da articulação de Wellington Dias, senador eleito e ex-governador do Piauí, que liderou as discussões sobre adequações no orçamento do próximo governo de Lula.

Articulação de Wellington Dias garante aprovação da PEC da Transição no senado
Reprodução

   

Wellington Dias comemora a decisão. “A aprovação da PEC coloca os mais pobres no orçamento, como o presidente se comprometeu a fazer. Garante ainda o funcionamento dos serviços públicos e recursos para mais investimentos. Ou seja, aquilo que é essencial para a estabilidade, para que tenhamos as condições de ter uma âncora fiscal. Estou confiante de que a PEC também será aprovada na Câmara Federal, beneficiando o povo brasileiro”, disse.

A PEC da Transição, aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e no Plenário do Senado, agora segue para análise na Câmara dos Deputados. Se aprovada, passar a valer a partir do próximo ano.

A proposta foi articulada pelo novo governo para dar continuidade ao pagamento do Bolsa Família de R$ 600 mais R$ 150 por criança até 6 anos, a partir de janeiro.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque