Piauí conta com mais de 70 vagas para o programa Mais Médicos - Saúde
OPORTUNIDADE

Piauí conta com mais de 70 vagas para o programa Mais Médicos

As inscrições seguem até o dia 31 de maio


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 16h35)

O programa mais médico está oferecendo 5.970 vagas para municípios em todas as regiões do Brasil. No Piauí são 73 vagas disponíveis em 54 municípios, entre eles Parnaíba, Campo Maior, Esperantina e Picos. As inscrições seguem até o dia 31 de maio. O salário é de R$ 12.386,50 para 48 meses que podem ser prorrogados.

As inscrições devem ser realizadas no site oficial do programa. Podem participar da seleção brasileiros formados no exterior ou estrangeiros, que continuarão atuando com o Registro do Ministério da Saúde (RMS) em vagas não ocupadas por médicos com registro no país. Os médicos registrados no Brasil terão prioridade na seleção.

  

Mais Médicos está com edital aberto com 5,9 mil vagas; 66 para o Piauí
Alejandro Zambrana/MS


Idvani Braga, coordenadora do programa Mais Médicos no Piauí, destaca que todas as vagas ofertadas nesse edital são vagas que já existiam dentro do programa e estavam sem profissionais. Na primeira etapa, realizada no mês de abril, os gestores municipais que possuíam vagas em aberto renovaram sua adesão ao programa.

“Pedimos para que os médicos que tiverem interesse no programa que fiquem atentos aos prazos do edital, para que nós não fiquemos com vagas em aberto. Outro ponto que precisamos destacar é que a partir do momento que o serviço começar a ser prestado, é de responsabilidade do município gerenciar o processo de trabalho, sendo a Sesapi o órgão que monitora o programa”, explica a coordenadora.

Os médicos vão ser alocados nas regiões de vazios assistenciais, de difícil acesso e que sofrem com a falta de médicos. Com a reformulação do programa, os profissionais recebem incentivos de permanência como licença-maternidade de seis meses, o benefício também se extende aos médicos que se tornarem pais. Além de incentivo de R$120 mil se permanecerem por 48 meses no programa.

Programa

De acordo com o estudo da Rede Observatório do Programa Mais Médicos, o Brasil apresentou melhorias no atendimento nas regiões de difícil acesso, extrema pobreza e vulnerabilidade desde a implementação do Mais Médicos, entre 2013 e 2015, o número de consultas em regiões com médicos do programa aumentou 33% e o número de internações diminuiu 4%.

O programa foi criado em 2013, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff. Atualmente, o programa conta com mais de 8 mil médicos.

Fonte: Portal A10+ com informações do Ministério da Saúde


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado