Eleições 2022
ELEIÇÕES 2022

Candidata a deputada federal, Fernanda Gomes aposta em geração de emprego e renda

Candidata participou de seu primeiro pleito em 2020, quando foi eleita vereadora com apenas 22 anos


A candidata a deputada federal, Fernanda Gomes, foi a entrevistada desta quinta-feira (15), no quadro ‘Quem é Você’, no programa Balanço Geral Piauí, da TV Antena 10. De acordo com a candidata, caso eleita uma de suas prioridades será a geração de emprego e renda no Piauí.

Fernanda tem apenas 24 anos e foi eleita vereadora em 2020, com 22 anos. Por conta da aproximação com o público jovem, a candidata diz que trará diversos projetos direcionados para essa faixa etária.

  

Fernanda Gomes, candidata a deputada federal
Laura Parente / A10+

   

“Nós temos hoje uma lei aprovada da minha autoria na Câmara Municipal de Teresina que é o ‘Jovem que Trabalha’ onde a gente da oportunidade para que as pessoas tenham qualificação profissional para ingressar no mercado de trabalho. Sem uma experiência profissional e sem qualificação ficar mais difícil para conseguir emprego. Se Deus quiser um dos nossos projetos que a gente vai continuar mantendo a nível federal é expandir o ‘Jovem que Trabalha’ para todo o Piauí”, explicou.

Fernanda disse ainda que tem voz ativa na Câmara Municipal, que prioriza a proximidade com a comunidade e que pretende se manter assim se ganhar a eleição de 2022. “Quero ser uma voz ativa em Brasília. Quero ser uma deputada que vai percorrer os 224, conhecendo a fundo cada realidade para que possamos destinar recurso federal para dar dignidade ao povo. Não me falta coragem e disposição para poder percorrer todo o Piauí para conhecer todas as dores e levar esperança para a população”.

  

Fernanda Gomes concedeu entrevista ao Balanço Geral Piauí nesta quinta (15)
Laura Parente / A10+

   

Na entrevista a candidata citou diversos obstáculos a serem enfrentados, como a violência, principalmente contra a mulher, e também a fragilidade da saúde pública piauiense. Fernanda ainda comentou sobre a segurança pública e como essa deve ser uma questão priorizada.

“A gente tem enfrentado todos os dias problemas na área de segurança em Teresina e isso tem se expandido para todo o Piauí. Falta investimento e recursos para que se possa melhorar o policiamento no Piauí. A gente precisa valorizar o policial militar e civil. Será uma luta nossa combater a criminalidade em todo o estado”, pontuou.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: