Morre advogado que foi baleado após a própria arma disparar durante ressonância em SP - Brasil
BRASIL

Morre advogado que foi baleado após a própria arma disparar durante ressonância em SP

Leandro Mathias Novaes era conhecido por defender o armamento da população nas redes sociais


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O advogado Leandro Mathias Novaes, que foi baleado após a própria arma disparar enquanto acompanhava a mãe em uma ressonância magnética, morreu em São Paulo nesta segunda-feira (6). A informação foi divulgada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Cotia. 

"É com profundo pesar que a OAB Cotia comunica a todos os colegas advogados a perda inesperada do nosso querido amigo e advogado", lamentou a entidade nas redes sociais.

  

Leandro Mathias tinha um perfil no TikTok onde tirava dúvida sobre o porte de armas Reprodução

   

Novaes tinha um perfil no TikTok com mais de 49 mil curtidas e 7,5 mil seguidores, onde defendia o armamento da população, além de tirar dúvidas sobre o porte de arma. Ele também presidia as comissões de Direitos das Pessoas com Deficiência e de Prerrogativas, da OAB de Cotia.

O acidente ocorreu no Laboratório Cura, na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, área nobre da capital paulista, em 16 de janeiro. Segundo o boletim de ocorrência, que o R7 teve acesso, quando a máquina de ressonância foi ligada, o magnetismo puxou a arma que estava na cintura do advogado e disparou, atingindo-o na região do abdômen.

Antes de entrar na sala de exame, Novaes assinou um termo de contraindicação de campo magnético para acompanhantes. Na época, o laboratório informou que não sabia que o homem estava armado.

Após o acidente, ele foi socorrido e encaminhado ao Hospital São Luiz. Até a publicação desta reportagem, não obtivemos retorno da unidade de saúde.


Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado