Policial civil gravou vídeo e pediu “perdão a todos” após matar 4 colegas no Ceará - Brasil
CHACINA

Policial civil gravou vídeo e pediu “perdão a todos” após matar 4 colegas no Ceará

Chacina teria sido motivada por uma possível conduta de assédio moral


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O inspetor da Polícia Civil do Ceará identificado apenas como “Dourado” gravou um vídeo e pediu “perdão a todos” após, segundo a polícia, matar quatro colegas de trabalho dentro de uma delegacia de Camocim, região Norte do Ceará, na madrugada deste domingo (14).

Depois de atirar nos colegas, Dourado fugiu em um carro da polícia, mas abandonou o veículo e se entregou no quartel da Polícia Militar da cidade horas depois. Entre os motivos apresentados no vídeo para ter cometido o crime, está uma possível conduta de assédio moral por parte dos colegas de profissão.

Policial é suspeito de matar 4 colegas de trabalho no Ceará Reprodução

   

Nas imagens obtidas pelo A10+, o civil relatou que estava em frente de casa “humilhado”.  Ele narrou que a família dele e a dos policiais que foram mortos estão destruídas. No vídeo, ele nomeou cada uma das vítimas e afirmou que os colegas eram “ruins e péssimos”. Inclusive, disse que os encontraria “no inferno”.

  • ATENÇÃO! O vídeo abaixo contém diálogo perturbador com o suspeito detalhando o que motivou a matar colegas no Ceará 

As vítimas foram os escrivães Antônio Cláudio dos Santos, Antônio José Rodrigues Miranda e Francisco dos Santos Pereira e o inspetor Gabriel de Souza Ferreira. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará lamentou “profundamente o episódio” e informou que a ocorrência está em andamento. O local está isolado e passa por perícia.

“Neste momento de dor, a SSPDS-CE e todas as suas vinculadas, em especial a PC-CE, se solidarizam com os familiares e amigos das quatro vítimas e reforçam que todo o aparato das instituições encontra-se disponível. Por fim, a SSPDS reconhece os relevantes serviços prestados à sociedade cearense pelos policiais civis que tanto contribuíram para o combate à criminalidade no Ceará”, diz a nota da Secretaria de Segurança Pública. 

As vítimas foram mortas a tiros no Ceará
Reprodução

   

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado