CNI aponta o Piauí como líder para investimentos em energia eólica em alto mar - Cidades
ENERGIA RENOVÁVEL

CNI aponta o Piauí como líder para investimentos em energia eólica em alto mar

Litoral do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte são apontadas como regiões ideais para o negócio em formato offshore


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

De acordo com pesquisa divulgada pela Confederação Nacional das Indústria (CNI) nesta terça-feira (12), o Piauí aparece como destaque para investimentos em energia eólica offshore, isto é, com estruturas de turbinas implantadas dentro do mar. O litoral do Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte são apontados como um terreno de oportunidades, sendo o Piauí o Estado com mais experiência no assunto em nível de produção de energia limpa.

De acordo com dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), 95% da capacidade energética do Piauí vêm da força dos ventos ou da luz do sol. A maior fatia, de 68%, vem da energia eólica, o que mostra o potencial piauiense no setor que já cresce em países da Europa, Ásia e América do Norte.

  

Energia eólica
Reprodução

No Piauí, atualmente, quatro empreendimentos da chamada energia eólica offshore — com assinatura de empresas como a Ventos do Atlântico, Bosford Participações, Shell Brasil Petróleo e Equinor Brasil Energia — estão em processo de aprovação pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (IBAMA). Juntos, os projetos podem produzir até 7 mil MW.

Investidores já veem o potencial brasileiro no segmento de eólica offshore. Foram 78 pedidos de licenciamento até o dia 30 de agosto, com potencial de produção energética de até 189 GW, quase duplicando a capacidade de produção de energia instalada no país, que, hoje, é de 194 GW.

Em “Oportunidades e Desafios para Geração Eólica Offshore no Brasil e Produção de Hidrogênio de Baixo Carbono”, estudo do CNI que vai ser lançado em um evento pré-COP 28 em Brasília, são explanados os desafios e oportunidades apresentados pelo setor. A proposta é de uma revolução energética brasileira em um período onde o processo de descarbonização da produção de energia, para atenuar efeitos do aquecimento global, já é uma realidade mundial.

Em nível mundial, a energia eólica produzida com turbinas nos mares pode gerar até 260 GW até 2030, o que representa um investimento na ordem de mais de US$1 trilhão. Não muito distante desta realidade, o Piauí mostra liderança de vanguarda no setor.

Fonte: Governo do Estado do Piauí


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado