Plano Safra irá destinar R$ 400 milhões para a agricultura familiar no Piauí - Economia
INVESTIMENTOS

Plano Safra irá destinar R$ 400 milhões para a agricultura familiar no Piauí

No total, serão destinados R$ 77 bilhões para a safra 2023/2024 em todo o país


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O governador Rafael Fonteles participou, nesta terça-feira (14), no Palácio de Karnak, do lançamento do Plano Safra, programa do Governo Federal destinado ao crédito rural para a agricultura familiar. O plano irá destinar cerca de R$ 400 milhões para o fortalecimento do setor no Piauí.

O lançamento contou com a participação dos ministros de Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA), Paulo Teixeira, e de Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), Wellington Dias. No total, o plano irá destinar R$ 77 bilhões para a safra 2023/2024 em todo o Brasil.

  
Plano Safra irá destinar R$ 400 milhões para a agricultura familiar no Piauí
Divulgação
 
 
 
O governador Rafael disse estar entusiasmado com mais essa oportunidade de alavancar a agricultura familiar no Piauí e declarou que a intenção do Governo é aderir a todas as oportunidades de investimentos que vierem do Governo Federal.

“É muito importante a vinda do ministro para mostrar todo o plano de agricultura familiar feito pelo Governo Federal e que o Piauí está sendo um exemplo em aproveitamento desses programas. Aumentou o crédito, aumentou a regulação fundiária, aumentou a assistência técnica e ficamos muito confiantes que o presidente Lula, mais uma vez, com a condução dos ministros Wellington Dias e Paulo Teixeira, vai tirar o Brasil do mapa da fome de novo e vai fortalecer a agricultura familiar, ampliando a renda de quem vive no campo”, declarou Fonteles.

O novo Plano Safra tem o maior volume de recursos já disponibilizado para a agricultura familiar de toda a história. Além do grande investimento, o plano melhorou as condições de financiamento, taxas de juros e alíquotas diferenciadas aos produtores. O ministro do MDA, Paulo Teixeira, comemorou a adesão do produtor rural às oportunidades de investimento para aumentar e otimizar suas produções.

“A grande novidade é que hoje aqui, no Piauí, todo o valor investido chega a R$ 400 milhões. E no PRONAF, que o agricultor foi tomar o dinheiro no banco, já chegou a R$ 340 milhões, 80% a mais do que no ano passado. Isso mostra a disposição do agricultor e da agricultura familiar do Piauí, junto com o Governo de Estado, em investir. Eu saio muito feliz daqui, porque eu senti que o Piauí está dando muita energia para o desafio do presidente Lula, que é produzir alimento para colocar na mesa do povo brasileiro. Alimento de qualidade, em grande quantidade. O Piauí tem vocação para produzir para o Brasil e para a exportação”, detalhou o ministro.

  
No total, serão destinados R$ 77 bilhões para a safra 2023/2024 em todo o país
Divulgação
 
 
 
O programa tem, dentre seus objetivos, aumentar a produção de alimentos em todo o país, contribuindo para o combate à fome e para a redução da inflação; aumentar a capacidade produtiva da agricultura familiar a partir do acesso a maquinários adequados; reverter o processo de desmatamento com incentivos à produção sustentável; estimular a agregação de valor e geração de renda; e aumentar o acesso de mulheres, jovens e Povos e Comunidades Tradicionais (PCTs) ao crédito rural.

O ministro do MDS, Wellington Dias, destaca a coalizão de toda a esfera governamental para reverter os problemas sociais e relacionados à fome, dando a devida importância à agricultura familiar nesse processo. “Houve um desmantelamento em todo o sistema que dava a segurança alimentar e que levou à desnutrição e à fome no Piauí e no Brasil. Hoje, o ministro Paulo Teixeira liberou para o Brasil R$ 77 bilhões destinados ao crédito rural. Agora, são 80% a mais de dinheiro circulando na economia do Piauí, R$ 343 milhões somente dessa parte do primeiro trimestre para agricultura familiar, dando condições para adquirir equipamentos como placa solar, trator para melhorar a produtividade e a renda. Isso tudo faz parte do plano Brasil Sem Fome e da redução da pobreza”, apontou Dias.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado