Produção de alimentos oriundos da extração vegetal cresce 2000% em 10 anos no Piauí - Economia
AUMENTO DA PRODUÇÃO

Produção de alimentos oriundos da extração vegetal cresce 2000% em 10 anos no Piauí

Os dados do IBGE mostram ainda que em 2022 a produção de pó de carnaúba no Piauí foi a maior do Brasil


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE) divulgou nesta quarta-feira (27) que a produção de alimentos oriundos da extração vegetal aumentou 2.007% no período de 2012 a 2022 no Piauí. A produção que havia alcançado 56 toneladas, em 2012, saltou para 1.180 toneladas, em 2022. 

  

Produção de alimentos oriundos da extração vegetal cresce 2.000% em 10 anos no Piauí Marcelo Camargo/ Agência Brasil
   

Os números são referentes à pesquisa da Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura (PEVS) 2022, do IBGE. Em 2022, a produção piauiense atingiu cerca de R$ 810 mil, um crescimento de 18% em relação ao ano anterior, quando atingiu cerca de R$ 686 mil. Apesar do grande aumento nesses 10 anos, a produção piauiense representou apenas 0,14% do total do país.

Destaques para o pequi e umbu

No Piauí, o destaque no crescimento da produção alimentícia advindo da extração vegetal foram o pequi e o umbu. Em 2018 foram produzidas 136 toneladas e em 2022 foram cerca de 612 toneladas, um crescimento de 350% em 4 anos. Por sua vez, o umbu havia registrado uma produção de 56 toneladas no ano de 2012, tendo saltado para uma produção de 107 toneladas em 2022, uma elevação de cerca de 91% no período. Somadas as produções de pequi e umbu elas representam aproximadamente 61% do total da produção de alimentos oriundos da extração vegetal no Piauí.

Em 2022, o município do Piauí com a maior produção de pequi foi Boa Hora, com 405 toneladas, o equivalente a cerca de 66% da produção total do estado. Na sequência vinham Batalha, com 48 toneladas (7,8% ); Lagoa do Piauí, com 41 toneladas (6,7% ); Inhuma, com 30 toneladas (4,9% ); e Valença do Piauí, com 20 toneladas (3,2% ).

  

Municípios do Piauí com maior produção de pequi em 2022
Divulgação

   

A maior produção de umbu no Piauí em 2022 foi Acauã, com 27 toneladas, o equivalente a aproximadamente 25% do total da produção do estado. Na sequência vem os municípios de Marcolândia, com 20 toneladas (18,69% ); e São Raimundo Nonato, Colônia do Piauí e Campo Alegre do Fidalgo, com uma produção igual de 8 toneladas, o que deixa cada um desses municípios com uma participação individual equivalente a 7,5% do total do estado.

Produção de pó de carnaúba no Piauí é a maior do Brasil

Os dados do IBGE mostram ainda que em 2022 a produção de pó de carnaúba no Piauí foi de 10,2 mil toneladas, uma redução na produção de 870 toneladas do produto (-7,8% ) em relação ao ano de 2021, quando havia atingido 11.122 toneladas. Mesmo com a queda na produção, o Piauí detém cerca de 55,29% da produção nacional, que atingiu um total de 18.541 toneladas.

O Ceará apresenta a segunda maior produção de pó de carnaúba do país, com 7,6 mil toneladas, o equivalente a 41% do total da produção. Somadas as produções do Piauí e do Ceará chega-se a um total de 17,8 mil toneladas, o equivalente a 96% da produção brasileira.

  

Municípios com a maior produção de pó carnaúba no Brasil em 2022
Divulgação

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado