FAMOSOS

Marido de Jojo Todynho nega ser sustentado pela cantora : "Trabalho desde meus 13 anos"

Lucas Souza também comentou a polêmica da funkeira ter recusado o convite para a Farofa da Gkay


Lucas Souza, o marido de Jojo Todynho, abriu uma caixa de perguntas no Stories para interagir com os fãs. Ele comentou um pouco sobre como é o relacionamento com a funkeira, esclareceu a polêmica envolvendo o convite para a Farofa da Gkay e se irritou com a suposição de que ele seria sustentado pela esposa.

  
Jojo Todynho se casou com Lucas Souza em janeiro deste ano Reprodução
 
 
 

Uma das perguntas que o militar recebeu foi como é ser sustentado por Jojo Todynho. Com o tom de voz irritado, Lucas disse que trabalha e garantiu que não usa o dinheiro da funkeira para se manter. "Eu trabalho desde os meus 13 anos. Nunca precisei ser bancado, ou bancar alguém. Quando você casa, é uma relação, uma pessoa paga tal conta e outra pessoa paga tal conta", disse.

"Hoje em dia, eu trabalho. Sou oficial do exército, sou tenente do exército. Trabalho e vou continuar trabalhando. Ninguém nunca pagou minhas contas e ninguém nunca vai pagar. A Jojo tem o dinheiro dela, é dela, e o meu dinheiro é meu. Acabou", completou.

Recentemente, Jojo Todynho contou que recusou o convite para ir à Farofa da Gkay. A cantora disse que não precisa ir ao evento para "competir quem engaja mais" e que lá não é um ambiente para ela e o marido. Lucas contou que começou a ser criticado nas redes sociais e acusado de ser um marido controlador, por ter supostamente proibido a artista de comparecer à festa de quatro dias de Gkay.

O oficial do exército negou essas acusações e disse que Jojo tomou a decisão de negar o convite sozinha. "Não, não fui convidado para a Farofa da Gkay. Essa semana até deu uma polêmica com Jojo porque ela disse que não iria. Em nenhum momento eu falei alguma coisa para ela. Não influencio e palpito em relação ao trabalho e à vida pública dela. Casei com ela sabendo disso", disse Lucas Souza.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: R7


Dê sua opinião: