Com objetivo de expandir registro digital, Instituto de Identificação Félix Pacheco terá nova sede - Geral
EM TERESINA

Com objetivo de expandir registro digital, Instituto de Identificação Félix Pacheco terá nova sede

A meta é, até 2026, praticamente ter o registro civil nesse padrão digital de todos os cidadãos do Piauí


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O governador Rafael Fonteles autorizou, nesta quarta-feira (21), a reforma e ampliação de prédio para abrigar a nova sede do Instituto de Identificação Félix Pacheco. O gestor assinou a ordem de serviço que garante a execução da obra na estrutura que fica localizada na Rua Clodoaldo Freitas, 967, no Centro de Teresina. Com a revitalização, os serviços do instituto serão transferidos da Praça Saraiva para o novo local. 

Para Rafael, este é um passo importante para a segurança pública, pois vai possibilitar uma estrutura mais adequada para captação biométrica dos cidadãos para uma identificação exata de cada piauiense. "Nossa meta é, até 2026, praticamente ter o registro civil nesse padrão digital de todos os cidadãos do Piauí, que já é o estado do Brasil que mais fez esse novo processo com biometria, com reconhecimento facial no padrão nacional, em um padrão digital, então aqui vai ser a sede desse processo", destaca Fonteles.

  
Com objetivo de expandir registro digital, Instituto de Identificação Félix Pacheco terá nova sede Divulgação
 
 
 

Marcelo Mascarenhas, diretor do Instituto de Identificação Félix Pacheco, explica que assim que os serviços forem concluídos, o posto da Praça Saraiva será transferido para o novo local, com melhor estrutura. "O prazo da obra é de 240 dias, então a nossa previsão é que até o fim do ano estejamos fazendo a inauguração", destaca o gestor.

Chico Lucas, secretário da Segurança, explica que a prioridade é atender a meta de 100% dos piauienses com carteira digital. "Quem precisar da carteira e da atenção do Estado, vai ter atendimento. Esse prédio será reformado e vai ficar lindo para ser a casa da cidadania e da segurança comum", considera o gestor.

A reforma inclui salas destinadas à Gerência de Ação Social, Gerência de Tecnologia da Informação, Gerência de Identificação e Gerência Administrativa. Um auditório com capacidade para 60 pessoas, espaço para exposições de arte, área de convivência, guarita para vigilância e copa, também, estão previstos no projeto.

  
A meta é, até 2026, praticamente ter o registro civil nesse padrão digital de todos os cidadãos do Piauí Divulgação
 
 
 

O Instituto Félix Pacheco, órgão da Secretaria da Segurança Pública (SSP), atua na emissão de documentos, como o Registro Geral (RG), certidão de profissão declarada e certificados digitais. O local também desenvolve estudos e pesquisas para aperfeiçoar a identificação civil humana com o uso de tecnologias.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado