EM TERESINA

Comissão da OAB visita jovem autista que foi preso após atear fogo em ônibus no Centro de Teresina

Presidente da comissão fala sobre necessidade de ser sensível a condição do suspeito


A Comissão de Direitos da Pessoa com autismo da Ordem dos Advogados do Piauí (OAB-PI) visitou na Unidade Prisional Major César o jovem suspeito de atear fogo em um ônibus na Praça Saraiva, em Teresina, na última terça-feira (27). Ele tem o laudo de portador do transtorno do espectro autista e foi diagnosticado com surto psicótico no dia do atentado.

  

Mirna Mouzinho, da comissão de direito das pessoas com autismo
Jade Araujo / A10+

   

Segundo a presidente da comissão, Mirna Mouzinho, junto a comissão de segurança pública, foi realizada uma visita a unidade prisional com intuito de conscientizar detentos e agentes penitenciários sobre a condição do suspeito. 

''Nós estamos aqui para garantir os direitos dele enquanto pessoa autista. Nós temos leis que resguarda a segurança dele enquanto pessoa autista. Então tudo que tiver ao alcance da comissão para que esse direito dele seja efetivado nós temos que fazer. Estivemos lá hoje pela manhã para que tivéssemos acesso. Conversamos com o diretor da unidade sobre o autismo, abordamos alguns significados do autismo e nós orientamos também até os próprios detentos a terem um olhar mais empático a esse jovem já que ele tem o laudo comprovado que ele tem o transtorno do espectro autismo e merece uma atenção especial'', afirma a presidente. 

  

Homem é preso após atear fogo em ônibus no Centro de Teresina
Reprodução

   

O jovem ateou fogo a um ônibus da linha Timon City, que faz linha entre a cidade maranhense e a capital piauiense. De acordo com a polícia, ele entrou no veículo com o rosto coberto por uma camisa e armado com uma faca. Passageiros relataram à polícia que o suspeito teria dito ao entrar no ônibus que todos deveriam descer do veículo, exceto o motorista e cobrador. Depois ele ateou fogo no veículo e desceu.

 
Homem que ateou fogo em ônibus é preso no Centro de Teresina
TV Antena 10
 

Informações preliminares apontaram que ele ateou fogo no ônibus com intuito de vingar amorte de uma jovem que foi atropelada por um veículo da empresa em agosto deste ano.Ele foi preso em flagrante e teve a prisão decreta pelo juiz. 

"Nós estamos tomando todas as providências cabíveis, legais, para que essa pessoa autista tenha todos esses direitos respeitados. Nós tivemos conhecimento que ele tem um advogado constituído no caso, mas nós estamos dando todo suporte para que os direitos sejam efetivados na unidade de apoio prisional e dando também todo suporte a família desse jovem’’, explica a presidente.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: