Defesa Civil e Seplan vão elaborar planos de contingência para riscos e desastres no Piauí - Geral
PLANEJAMENTO

Defesa Civil e Seplan vão elaborar planos de contingência para riscos e desastres no Piauí

O planejamento tem como objetivo atender toda a população piauiense e, principalmente, os municípios que mais sofrem com áreas de risco


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Secretaria de Estado da Defesa Civil se reuniu, nesta segunda-feira (20), com a Secretaria de Estado do Planejamento do Piauí (Seplan) para discutir a elaboração de planos de contingência para riscos e desastres no Piauí, destacando o âmbito da proteção civil.

O planejamento, entre as pastas, tem como objetivo principal atender toda a população piauiense e, principalmente, os municípios que mais sofrem com áreas de riscos, episódios de enchentes e chuvas intensas.

  

Defesa Civil e Seplan vão elaborar planos de contingência para riscos e desastres no Piauí
Divulgação
  

“O plano vai elencar todas as propostas e ações que a Seplan tem juntamente com a Defesa Civil, no que diz respeito ao combate de desastres naturais, principalmente durante o período chuvoso no estado. O objetivo é criar uma série de planos, dentre eles, de contingência, mitigação, resposta, prevenção e com a mentalidade de atender toda a população piauiense”, afirmou o engenheiro civil da Seplan, José de Sousa Andrade.

Segundo o Gerente de Resposta da Defesa Civil, Coronel Kléber Soares, o encontro foi o primeiro passo entre a Sedec e a Seplan para desenvolverem em conjunto novas ações de gestão de riscos e desastres no Piauí. “Esse alinhamento vai ser realizado entre todos os órgãos envolvidos, buscando dar prioridade sempre ao atendimento à população durante esses eventos, pois é nosso foco principal enquanto representantes da Defesa Civil”, ressaltou o gerente.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado