EUA dobram recompensa e vão pagar R$ 100 mil por pistas que levem à prisão de brasileiro fugitivo - Mundo
MUNDO

EUA dobram recompensa e vão pagar R$ 100 mil por pistas que levem à prisão de brasileiro fugitivo

Danilo Cavalcante foi condenado à prisão perpétua por assassinar a ex-namorada com 38 facadas na frente dos filhos dela


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Autoridades policiais do estado americano da Pensilvânia anunciaram que a recompensa por informações que levem até o brasileiro Danilo Cavalcante, de 34 anos, que fugiu do Presídio de Chester County, no último dia 31 de agosto, aumentou de cerca de US$ 10 mil (R$ 49 mil) para US$ 20 mil (R$ 100 mil). Ele foi condenado à prisão perpétua por assassinar com 38 facadas a ex-namorada Débora Brandão na frente dos dois filhos dela, em 2021.

Cavalcante foi visto na madrugada do último sábado (2), quando uma câmera de segurança o flagrou na cidade de Pocopson Township, a cerca de 2,5 quilômetros da prisão de onde ele fugiu. Segundo o gabinete do procurador distrital do condado de Chester, "ele estava de calça, camiseta clara e tênis branco", a mesma roupa que vestia no momento da fuga.

  
EUA dobram recompensa e vão pagar R$ 100 mil por pistas que levem à prisão de brasileiro fugitivo Divulgação/Chester County Government
 
 
 

Em entrevista coletiva na última sexta-feira (1º), a promotora do caso, Deb Ryan, afirmou acreditar que Cavalcante pode estar planejando uma fuga para o Brasil. Em 2021, o brasileiro fugiu após ter matado Débora, mas foi capturado no estado da Virgínia. As autoridades acreditam que o objetivo final dele era ir para o México e depois para o Brasil.

Câmeras de segurança da prisão do condado de Chester, no estado americano da Pensilvânia, capturaram o momento em que Cavalcante conseguiu fugir da prisão ao usar os pés e as mãos para escalar as paredes da unidade prisional. Autoridades policiais acreditam que ele pode ter fugido da prisão com a ajuda de familiares.

De acordo com autoridades locais, Cavalcante se inspirou em Igor Bolt, de 30 anos, que escapou do mesmo presídio ao escalar as paredes do pátio de exercícios na unidade em maio deste ano, mas foi pego horas depois. Depois da fuga de Bolt, o telhado do local foi cercado por arame farpado, mas isso não impediu o brasileiro. Os seguranças demoraram mais de uma hora para perceber o desaparecimento do criminoso, o que permitiu a ele que fugisse para longe.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado