Suprema Corte dos EUA decide que Trump tem imunidade parcial e ajuda ex-presidente - Mundo
DECISÃO

Suprema Corte dos EUA decide que Trump tem imunidade parcial e ajuda ex-presidente

Decisão indica que candidato à Casa Branca tem imunidade em ações oficiais tomadas como presidente


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira (1º) que os ex-presidentes têm imunidade “absoluta” para atos claramente oficiais, mas nenhuma imunidade para atos não oficiais. Com isso, Donald Trump não pode ser processado por ações oficiais tomadas como presidente, mas pode por atos privados.

A decisão, vista como uma vitória para Trump, deve atrasar os julgamentos dos processos a que ele responde na Justiça dos EUA. O ex-presidente é candidato nas eleições do país, que acontecem em 5 de novembro.

  
Suprema Corte dos EUA decide que Trump tem imunidade parcial e ajuda ex-presidente Record News
 
 
 

Pela primeira vez, desde a fundação do país, o Supremo Tribunal declarou que ex-comandantes podem ser protegidos de acusações criminais em qualquer instância.

Com isso, o atual candidato à presidência contra Joe Biden pode receber imunidade sobre as decisões tomadas no dia 6 de janeiro de 2021, quando aconteceu a invasão ao Capitólio e Trump era o presidente dos EUA.

A decisão não concede imunidade automática para Trump, mas aponta que ex-presidentes dos EUA têm direito a pedi-la. Com isso, o caso deve voltar a tribunais de 2ª instância, que terão de julgar se Trump é imune em cada um dos três processos.

Como foi a votação?

Por 6 votos a 3 os juízes rejeitaram a decisão de um tribunal inferior que rejeitou a reivindicação do ex-presidente de imunidade contra acusações criminais que envolviam os seus esforços para desfazer a derrota eleitoral de 2020 para Joe Biden.

O tribunal analisou quatro categorias de conduta contidas na acusação de Trump: discussões com funcionários do Departamento de Justiça após a eleição de 2020, suposta pressão sobre o então vice-presidente Mike Pence para bloquear a certificação da vitória eleitoral de Biden, suposto papel na montagem de falsas ações pró-Trump, e a conduta relacionada ao ataque de 6 de janeiro de 2021 ao Capitólio dos EUA.

O tribunal considerou que o ex-presidente estava absolutamente imune a conversas com funcionários do Departamento de Justiça, mas devolveu o caso aos tribunais inferiores para determinar se Trump tem imunidade para as outras três categorias.

Após a decisão, Trump postou em sua rede social logo após a decisão ser divulgada: “Grande vitória para nossa constituição e democracia. Orgulhoso de ser americano!”

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado