Homem que matou companheira com golpes de canivete é condenado a 18 anos de prisão no Piauí - Polícia
PRISÃO

Homem que matou companheira com golpes de canivete é condenado a 18 anos de prisão no Piauí

Nesta semana, familiares e amigos realizaram uma caminhada contra o feminicídio e em memória da vítima


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O réu Alan das Dores Silva foi condenado pelo Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (23), a 18 anos de prisão pelo feminicídio contra Francisca Darlene de Morais Silva. O crime, que teve grande repercussão, ocorreu no dia 19 de fevereiro do ano passado, no município de Inhuma, no Sul do Piauí. 

O Conselho de Sentença reconheceu as qualificadoras de motivo fútil, uso de meio cruel e de recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima. O feminicídio ocorreu durante uma discussão na residência da vítima. O réu atacou a companheira pelas costas e desferiu vários golpes de canivete em seu pescoço, levando-a a óbito.

  

Homem que matou a própria companheira com golpes de canivete é condenado a 18 anos no Piauí Reprodução

   

O promotor de Justiça Jessé Mineiro representou o Ministério Público. Ele destacou que o MP discordou da pena aplicada. “Ela não se mostra justa em face à barbárie que foi cometida, e que deixou três órfãos, sendo duas crianças. Já no plenário, apelamos da sentença e confiamos que o Tribunal de Justiça reformará a decisão e aplicará a pena justa, mais elevada”, pontuou o promotor.

Ele ainda destacou que a fixação de penas baixas, além de causar a indignação da sociedade, pode diminuir a confiança da população em todo o sistema de Justiça. “A violência contra as mulheres tem que ser combatida por todos, e a justa punição é a etapa final de todo o trabalho realizado pela Polícia e pelo Ministério Público”, acrescentou Jessé Mineiro.

Na última terça-feira (20), familiares e amigos realizaram uma caminhada contra o feminicídio e em memória da vítima. A sessão de julgamento foi realizada no Fórum de Inhuma. 

  

O promotor de Justiça Jessé Mineiro representou o Ministério Público Reprodução

  

Fonte: Portal A10+ com informações do MP-PI


Dê sua opinião:

Fique conectado