Motorista de aplicativo é assaltado e preso dentro de porta-malas em Timon; veículo foi levado - Polícia
POLÍCIA

Motorista de aplicativo é assaltado e preso dentro de porta-malas em Timon; veículo foi levado

Crime aconteceu na manhã desta quarta-feira (10); vítima ainda foi obrigada a realizar Pix de R$ 600 aos bandidos


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Um motorista de aplicativo de 46 anos foi vítima de um assalto na manhã desta quarta-feira (10) em Timon, no Maranhão, e teve seu veículo roubado por 8 criminosos. O homem, que preferiu não se identificar, contou ao A10+ que ainda ficou preso no porta-malas do veículo por mais de 1 hora enquanto outros assaltos eram realizados. 

A vítima relatou ao A10+ que por volta das 5 horas da manhã de hoje recebeu um chamado no aplicativo para levar 4 pessoas até um motel. Chegando no local, ele contou que mais outras 4 pessoas se juntaram ao grupo e o assaltaram.

  

Motorista por aplicativo é assaltado e preso dentro de porta-malas em Timon; veículo foi levado
Reprodução

   

“Eu recebi um chamado, a primeira viagem do dia, e fui. Eles pediram corrida para um motel e quando eu cheguei lá tinha dois casais. Quando eles entraram no carro o rapaz me abordou com a arma na minha cabeça e mandando eu entrar no porta-malas. Depois eu vi ele chamando mais outras pessoas, umas 4, para entrar no carro”, explicou.

Segundo a vítima, após ser trancado dentro do veículo os assaltantes ainda realizaram outros crimes em Timon e em Teresina. Ele contou ainda que ficou mais de 1 hora preso dentro do carro e que foi solto próximo à Ponte Nova, na região da Tabuleta, zona Sul de Teresina.

“Depois de me colocarem no porta-malas eles roubaram uma moto lá em Timon depois atravessaram para Teresina. Aqui também fizeram mais uns 2 assaltos roubando moto. Eu devo ter ficado por volta de 1 hora e 20 minutos dentro do porta-malas. Eles não me machucaram, mas me xingaram muito. Me obrigaram a fazer Pix para eles”, contou ao A10+.

A vítima foi obrigada pelos bandidos a transferir, via Pix, uma quantia de R$ 600 que estava em uma de suas contas. Objetos como celular, pulseira, relógio, colar e perfumes também foram roubados do motorista de aplicativo. “Ainda tive que fazer um Pix de R$ 600. Eu tinha esse valor em uma conta e mais em outra, mas eles não conseguiram abrir o outro aplicativo. Aí nesse que eles viram eu fui obrigado a transferir”.

O motorista ainda contou que foi vítima de um golpe horas depois do assalto. Ele relatou que recebeu uma ligação onde uma pessoa pediu R$ 4 mil para contar onde seu carro estava escondido. O caso também foi relatado e registrado na polícia. 

A vítima, que é de Teresina, morava em Brasília, onde também era motorista. Ele contou ao A10+ que tinha retornado para a capital piauiense há 7 meses e que continuou com a profissão por aqui. Segundo ele, essa foi a primeira vez que ele foi vítima de assalto durante o trabalho.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado