CRIME

O que se sabe até agora sobre o caso da mulher encontrada morta no rio Parnaíba, em Teresina

A perícia encontrou uma fiação amarrada no pescoço da vítima


O corpo da mulher encontrado boiando no rio Parnaíba, em Teresina, na segunda-feira (20), ainda não foi identificado, mas a polícia já apurou que a vítima tinha uma figura de máscara de palhaço no braço direito e que teria sido morta em outro lugar e jogada nas águas do rio. A polícia realizou exames necroscópico e papiloscópico para tentar identificar a vítima.  

A perícia encontrou uma fiação amarrada no pescoço da vítima, levantando a hipótese de estrangulamento, mas o corpo também apresentava duas lesões no rosto, provocadas por um instrumento contundente. Para a polícia, os indícios apontam como causa morte uma fratura na região frontal da cabeça.

  

Mulher foi encontrada morta no rio Parnaíba em Teresina
Ana Paula Barreira / TV Antena 10

  

A vítima teria entre 30 a 40 anos. Entre as tatuagens, ela também tinha um terço católico na perna esquerda e o nome "Thalyson" no braço esquerdo. Ao A10+, o delegado Barêtta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deu mais detalhes sobre o caso.

"Ela tinha um fio de aço enrolado no pescoço e no IML também foi constatado uma pancada muito forte na cabeça. Há sinais que ela já foi jogada no rio morta. Ou seja, ela não morreu afogada. Também acreditamos que o que matou ela foi a pancada na cabeça, não o estrangulamento", detalhou o delegado.

A mulher de cabelos pretos e crespos estava vestida com um macacão. Ainda não há informações sobre motivação e autoria do crime. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: