Ex-comandante do Exército ameaçou prender Bolsonaro caso ele levasse à frente plano golpista - Política
POLÍTICA

Ex-comandante do Exército ameaçou prender Bolsonaro caso ele levasse à frente plano golpista

Afirmação foi feita pelo ex-comandante da Aeronáutica Carlos de Almeida Baptista Junior em depoimento à Polícia Federal


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-comandante da Aeronáutica Carlos de Almeida Baptista Junior afirmou que o ex-comandante do Exército Marco Antônio Freire Gomes ameaçou prender o ex-presidente Jair Bolsonaro caso ele não desistisse de levar adiante um plano golpista para seguir no poder em 2022.

  
O ex-comandante do Exército Marco Freire Gomes Fábio Rodrigues / Agência Brasil
 
 
 

Durante o interrogatório, Baptista Junior disse "que em uma das reuniões dos comandantes das Forças com o então Presidente da República, após o segundo turno das eleições, depois de o Presidente da República, Jair Bolsonaro, aventar a hipótese de atentar contra o regime democrático, por meio de algum instituto previsto na Constituição (GLO ou Estado de Defesa ou Estado de Sítio), o então Comandante do Exército, general Freire Gomes, afirmou que caso tentasse tal ato teria que prender o Presidente da República".

Nesta sexta-feira (15), o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes retirou o sigilo dos depoimentos de militares e civis no inquérito que investiga uma suposta tentativa de golpe de Estado durante o governo de Jair Bolsonaro.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado