Justiça enterra ações de Silvinei Vasques, que pedia indenização por danos morais - Política
POLÍTICA

Justiça enterra ações de Silvinei Vasques, que pedia indenização por danos morais

Preso por suposta tentativa de interferência nas eleições de 2022, ex-diretor-geral da PRF é autor de mais de 180 ações na Justiça de SC


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A prisão preventiva do ex-diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal Silvinei Vasques por suposta tentativa de interferência nas eleições de 2022 levou à derrocada de sua ofensiva na Justiça de Santa Catarina contra políticos, partidos e veículos de comunicação em busca de indenização. Perto de completar um mês da prisão, Silvinei vê ruir sua estratégia em busca de eventual reparação por danos morais pela via da "responsabilização civil" de supostos detratores.

Magistrados de diversos municípios extinguiram as ações por ele movidas. Os processos foram enterrados sem análise de mérito, sob o entendimento de que presos não podem ser parte em processos nos Juizados Especiais Cíveis. 

Silvinei consta como autor de mais de 180 ações em curso na Justiça de Santa Catarina. Os processos por ele movidos atingiam, por exemplo, a presidente do PT, Gleisi Hoffman, e os deputados Ivan Valente (PSOL-SP) e André Janones (Avante-MG).

Silvinei Vasques Lula Marques / Agência Brasil

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado