No Piauí, presidente Lula anuncia terreno para porto de Luís Correia, Fiocruz do Sertão e muito mais - Política
CARAVANA FEDERATIVA

No Piauí, presidente Lula anuncia terreno para porto de Luís Correia, Fiocruz do Sertão e muito mais

Na visita, presidente também confirmou a construção de novas residências através do Minha Casa, Minha Vida


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 14h55)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou, nesta sexta-feira (21), do encerramento da Caravana Federativa. Na capital piauiense, o chefe do executivo federal anunciou investimentos nas áreas portuária e de transformação digital, entre elas, a cessão do terreno do porto de Luís Correia, a construção da Fiocruz do Sertão em Teresina, polo de Inovação do IFPI e a construção de novas residências através do Minha Casa, Minha Vida. Esta foi a primeira visita do petista ao estado neste ano. 

Estiveram presentes na solenidade o governador Rafael Fonteles (PT), o ministro do desenvolvimento social Wellington Dias, o ministro das relações institucionais Alexandre Padilha, a ministra da gestão e inovação Esther Dweck, a ministra da saúde Nísia Trindade e vários outros do Governo Federal.

Esther Dweck, ministra da gestão e inovação, confirmou durante a Caravana Federativa a construção da Fiocruz do Sertão, que, segundo ela, terá uma sede na zona Leste de Teresina. Na ocasião, a ministra também anunciou a construção do Polo de Inovação do IFPI, que será construído em terreno de 3,5 mil metros quadrados na capital. Em seu discurso, Lula relembrou sua história e ligação com o Piauí, citando o governo de Wellington Dias e brincou com Rafael Fonteles diante dos últimos anúncios para o estado. 

  

Presidente Lula em Teresina
Reprodução Youtube

   

“As pessoas não queriam que as pessoas mais humildes não tivessem oportunidades. Eu sinceramente acho que a história desse estado, com todo respeito que eu tenho, ele será marcado antes e depois do nosso querido índio governar esse estado. Eu sinceramente, como eu conheço essa gente, o Rafael é um menino que esteve no meu colo algumas vezes quando o pai dele foi candidato, ele tinha um ano de idade. O nazareno não está aqui, mas eu diria pra vocês que se ele tivesse aqui, ele estaria muito orgulhoso do filho dele [...] a Janja está me esperando e vou pedir para a Janja reforçar a segurança porque depois que eu vi a Esther entregar 50 Maracanãs para o Governador do Piauí e depois que eu vi o Silvinho entregar um pedaço do mar para o Piauí, eu falei que daqui a pouco esse governador  vai querer tomar o Palácio da Alvorada e o Palácio do Planalto e eu vou me cuidar, porque ainda tem dois anos e meio de mandato”, brincou.

Na solenidade, o presidente assinou o decreto que estabelece a Estratégia Nacional de Governo Digital para o Piauí, com a caneta que ganhou de um piauiense durante um comício em Teresina no ano de 1989. Ele relembrou a emblemática história e a importância e o valor do ato em sua trajetória. Esta é a segunda vez que ele menciona o episódio em vindas ao estado. 

“Essa caneta ela foi me dada de presente em um comício na campanha de 1989. Um comício que nós fizemos não sei em que praça, embaixo de uma árvore e depois a gente foi fazer uma caminhada até a igreja São Benedito. Eu estava falando com um companheiro, me abordou e falou: ‘Lula, eu vou lhe dar essa caneta para você tomar posse’. Eu na época não conhecia de caneta, não era muito chegado a caneta, eu não dei nem importância a qualidade da caneta. É uma caneta totalmente diferenciada. Acontece que eu não ganhei em 89. Acontece que eu não ganhei em 94. Acontece que eu não ganhei em 98. Quando eu ganhei em 2002 e fui tomar posse, eu não sabia onde estava a minha caneta. Assinei com o presidente do Senado, que me emprestou a caneta. Em 2006, eu também não sabia onde estava a caneta e assinei com outra caneta. Saí da presidência, voltei, e quando eu casei com a Janja, eu fui mudar de apartamento e fui mexer na minha casa, fui mexer nas gavetas. Aí eu fui procurar e achei a minha caneta. Eu estava no hotel agora e falei leva a minha caneta, que eu vou assinar o decreto com a caneta que eu ganhei no Estado do Piauí em 1989. É engraçado que depois de tantos anos, a carga dela estava funcionando. Isso aqui tem muito mais valor, companheiro”, completa.

  

Lula assina decreto com caneta que ganhou de piauiense em Teresina no ano de 1989
Reprodução

   

Elogios a Rafael, governo do futuro e recursos para o estado

Lula fez uma série de elogios ao estado, citando Nazareno Fonteles, Wellington Dias e Rafael, em seu atual governo. Para ele, o Piauí é um estado com muita competência e vocação extraordinária e agora, Rafael é o governador do futuro piauiense. 

“O estado mais digital do Brasil, o estado que tem uma vocação extraordinária, com muita competência. Vou separar dois tempos: o Wellington certamente, não haverá na história desse país. Um governador tão comprometido com política social como foi esse caboclo aqui, que hoje é meu ministro de combate à fome. E ele trouxe esse caboclo aqui, que é um governador do futuro do estado do Piauí. Ele não precisa mais fazer o esforço que foi feito para acabar com a fome. Ele não precisa fazer mais o esforço que foi feito para ajudar o pequeno e médio produtor rural. Ele não precisa fazer esforço para fazer as cisternas que fizemos”, destaca.

Nesse sentido, o petista ressaltou que Fonteles precisa pensar no futuro do estado, como projetos de navegabilidade para o Rio Parnaíba e que irá ajudar no desenvolvimento do estado em seus projetos. Lula relembrou ainda uma foto que fez anos atrás tomando um banho em praias piauienses. Para ele, é uma ‘energia diferenciada’. 

“Ele agora tem que pensar em outra coisa. Ele pensou em um projeto, um projeto de navegação do Rio Parnaíba, um projeto de um porto, porque quando foram demarcar o Piauí enganaram o Dom Pedro. Ficou a água toda com o Ceará, não ficou nada para o Piauí. Ficou um pedacinho de praia de 60 km. Mas veja como eu sou ligado ao Piauí: eu vou ao Rio de Janeiro de 1975. Eu vou para o Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, nunca ninguém me convidou para colocar os pés nas águas desse estado. E eu tenho uma foto em Parnaíba tomando banho de praia às 6 da manhã. Isso demonstra que aqui tem uma energia diferenciada. E por isso, a gente vai ajudar”, reitera. 

  

Lula discursa no evento
Reprodução

   

Por fim, Lula garantiu que não medirá esforços para que esse futuro chegue, como o porto e a atuação piauiense na transição energética. 

“Esteja certo que nós vamos contribuir para você ter o seu porto e de fazer o Rio Parnaíba navegável para transportar a riqueza desse estado. Acho que o Piauí está pronto para isso e o Piauí está pronto para a revolução, que é a transição energética do mundo. Não vamos decepcionar o estado do Piauí. Fazer as coisas para o Piauí é com aquela palavra do Silvinho: gratidão. Tenho gratidão pelo povo do Piauí”, finaliza.

Demais anúncios 

O ministro das Cidades Jader Filho anunciou a construção de mais de 1300 moradias para o Piauí. “O Novo Minha Casa, Minha Vida vai construir 1.315 novas unidades, quase 10 mil unidades para o estado do Piauí, que vamos assinar hoje aqui. Semana que vem tem mais boas noticias. Há uns 15 dias já tínhamos assinado uma boa quantidade. Na semana que vem vamos anunciar mais 15 mil unidades para Parnaíba", disse.

Ele ainda ressaltou que vai dobrar a meta de entregas de moradias. Segundo ele, o presidente deu a missão de construir 2 milhões de casas. 

Já o ministro Silvio Costa Filho, dos Portos e Aeroportos, anunciou a cessão de terrenos da Marinha para o Porto de Luís Correia e a construção da primeira hidrovia estadual do Piauí. A estimativa é que a obra favoreça o crescimento do PIB do estado com o incentivo às exportações.

Durante o evento, o governador Rafael Fonteles (PT) destacou a atuação do Piauí na redução da insegurança alimentar, uma das principais bandeiras do governo Lula.

  

Lula participou do encerramento da Caravana Federativa em Teresina
Reprodução Youtube

   

“Nós saímos de uma situação de muita miséria… e o seu compromisso verdadeiro de governar para quem mais precisa, para os mais pobres. O Piauí virou um case de sucesso em matéria de enfrentamento à pobreza, à fome, à miséria. Isso já está consolidado não só para nós, piauienses, mas acredito que de todo o Brasil já há um reconhecimento”, disse.

O governador também comentou sobre o caminho do estado para se industrializar e nas áreas de desenvolvimento digital e da transição energética, com o hidrogênio verde. “O nosso Nordeste, o meu Nordeste, o seu Nordeste, tem 29% da população, mas só tem 14% do PIB. E a gente tem que avançar. Para industrializar de verdade o Nordeste, porque somente a indústria, somente a agregação de valor é que vai mudar essa realidade de desigualdade regional… A nossa estratégia de desenvolvimento está bem definida”, disse.

Além de participar da Caravana Federativa, a visita de Lula ao Piauí também fortaleceu a pré-campanha de Fábio Novo, pré-candidato do PT à prefeitura de Teresina. A imprensa nacional já repercute que, entre as capitais, Teresina seria uma das únicas onde o partido tem pré-candidato competitivo para uma possível vitória contra o principal opositor, Sílvio Mendes, do União Brasil. A eleição na capital é vista como uma das mais importantes para o PT, principalmente porque o partido nunca conseguiu vencer o pleito municipal desde a redemocratização. 

Esta foi a primeira vez que Lula esteve presente na caravana, que já percorreu 9 estados brasileiros com o objetivo de promover a articulação entre as esferas de governo (federal, estaduais e municipais), discutindo programas, políticas e serviços públicos. A ação itinerante contou com a participação de mais de 40 órgãos federais, dentre ministérios, autarquias, bancos e diversas empresas públicas.

 

O Ministro da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha
Jade Araújo/ A10+

   

Em entrevista, Alexandre Padilha, ministro da Secretaria de Relações Institucionais, que está no Piauí para a Caravana Federativa, deu mais detalhes de algumas das ações que serão realizadas pelo governo federal no estado. Segundo ele, o presidente Lula pretende expandir o Instituto Federal Piauí, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e investir também em espaços para a Polícia Federal e para o Porto de Luís Correia.

“Hoje o presidente Lula vem na Caravana Federativa junto com o governador Rafael Fonteles e além de reforçar essa parceria, assina ações muito importantes como terrenos pra expandir o Instituto Federal Piauí, além do anúncio e novos 3 novos institutos federais, são mais de 4200 vagas novas pra IFPI. Um novo terreno pra o núcleo da Fiocruz com tamanho de 5 campos de futebol, então vai permitir a expansão da Fundação Oswaldo Cruz, expansão da pesquisa, da formação de alta especialidade na área da saúde. Um novo terreno pra instalar também uma nova superintendência da Polícia Federal aqui no estado do Piauí, ou seja, mais um investimento do Governo Federal nessa parceria com o Governo do Estado pra reforçar as ações de segurança aqui no estado do Piauí. Uma nova área pra garantir a expansão do porto de Luís Correia, ou seja, parcerias muito fortes que consolida as ações de investimento”, disse.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado