PF prende ex-assessor e ex-ajudante de ordens de Bolsonaro - Política
OPERAÇÃO

PF prende ex-assessor e ex-ajudante de ordens de Bolsonaro

Ex-presidente também é alvo da operação, realizada em dez estados e que apura tentativa de golpe no país


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Federal (PF) prendeu, durante operação realizada nesta quinta-feira (8), o ex-assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República Filipe Martins e o ex-ajudante de ordens da Presidência da República Marcelo Câmara. A informação foi confirmada com fontes da PF. Ambos trabalhavam diretamente com o ex-presidente Jair Bolsonaro.

O ex-presidente também foi alvo da operação da PF, realizada em dez estados e que apura a participação de pessoas na tentativa de golpe de Estado e abolição do Estado democrático de Direito, para obter vantagem de natureza política com a manutenção do ex-chefe do Executivo no poder.

  
Ex-assessor para Assuntos Internacionais da Presidência da República Filipe Martins Reprodução
 
 
 

Os agentes apreenderam o passaporte e aplicaram outras medidas restritivas ao ex-presidente. Estão entre os alvos também o presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e os ex-ministros Braga Netto (Casa Civil), Anderson Torres (Justiça), Augusto Heleno (GSI) e Paulo Sérgio Nogueira (Defesa).

Martins ficou conhecido pelo gesto racista que fez durante sessão no Senado Federal, em 2021. Na ocasião, o então ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, explicava as ações da pasta em relação à aquisição de vacinas contra a Covid-19. O ex-assessor estava sentado atrás do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco, que discursava naquele momento, quando foi flagrado ao fazer o gesto alusivo ao movimento supremacista "White Power".

Após a polêmica, Martins disse que estava arrumando o terno e negou que tenha feito um gesto racista. A reportagem busca contato com o ex-assessor e com o ex-ajudante de ordens da Presidência da República para comentar a operação. O espaço está aberto para manifestação. 

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado