POLÍTICA

Presidente eleito, Lula anuncia Haddad, Rui Costa, Dino, Múcio e Vieira como ministros; veja

Nomes vão comandar os Ministérios da Fazenda, Casa Civil, Justiça, Defesa e Relações Exteriores, respectivamente, em 2023


(Atualizada às 11h18)

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou, nesta sexta-feira (9), futuros ministros que vão comandar os respectivos ministérios a partir de janeiro de 2023. São eles: Fernando Haddad (PT) na Fazenda, Rui Costa (PT) na Casa Civil, Flávio Dino (PSB) na Justiça, José Múcio Monteiro na Defesa e Mauro Vieira nas Relações Exteriores.

O nome de quem comandaria o Ministério da Economia era um dos mais aguardados, especialmente pelo mercado, diante das declarações feitas por Lula em relação ao teto de gastos, regra que atrela o crescimento das despesas da União à inflação do ano anterior, e críticas à reforma trabalhista.

  

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante anúncio de seus primeiros ministros
Record News

  

A pasta deve ser desmembrada em três: além de Fazenda, cujo titular será Haddad, serão recriados os Ministérios do Planejamento e Indústria, Comércio e Serviços. O ex-prefeito de São Paulo, inclusive, já se encontrou com o ministro Paulo Guedes (Economia) para discutir a continuidade de programas econômicos.

Quem são os ministros?

Neste ano, Haddad concorreu ao Governo de São Paulo, mas perdeu no segundo turno para Tarcísio de Freitas (Republicanos). Haddad já foi prefeito de São Paulo e ministro da Educação entre 2005 e 2012. Ele possui mestrado em economia e doutorado em direito.


Flávio Dino foi eleito senador pelo Maranhão neste ano. Formado em direito, foi governador do Maranhão entre 2015 e 2022. Antes disso, presidiu a Embratur de 2011 a 2014 e foi deputado federal entre 2007 e 2011. Por 12 anos, de 1994 a 2006, foi juiz federal da Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

Governador da Bahia desde 2015, Rui Costa foi escolhido para a Casa Civil. Além da passagem pelo governo baiano, ele já foi deputado federal, secretário da Casa Civil e de Relações Institucionais da Bahia e vereador de Salvador.

Para o Ministério das Relações Exteriores, Lula nomeou Mauro Vieira. Diplomata de carreira, ele esteve à frente do Palácio Itamaraty entre 2015 e 2016. Atualmente, é embaixador do Brasil na Croácia.


Anúncio antecipado

O anúncio dos futuros ministros ocorre antes do prazo previsto por Lula. O presidente eleito havia declarado que anunciaria os nomes apenas após a diplomação, marcada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para segunda-feira (12).No entanto, segundo a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, há "muita especulação", motivo pelo qual adiantaram alguns anúncios.

Somente futuros ministros "com quem ele já falou mais e já conversou" entraram na lista de nomes anunciados nesta sexta-feira. A presidente do PT não está cotada, como declarou Lula na semana passada. A parlamentar vai continuar na presidência do partido. 

Defesa e Forças Armadas

Repetindo a fórmula de seus governos anteriores, o presidente eleito anunciou que o ex-ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) José Múcio Monteiro, um civil, vai comandar o Ministério da Defesa a partir de janeiro de 2023.

Múcio também foi ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais entre 2007 e 2009, durante o segundo mandato de Lula na Presidência da República. Também foi deputado federal por Pernambuco por cinco mandatos, de 1991 a 2007.

Como mostrou a colunista do R7 e apresentadora da Record TV Christina Lemos, a escolha de Múciobusca "retomar a institucionalidade nas relações" com os militares, segundo uma fonte próxima a ambos.

Lula havia indicado anteriormente que os comandantes das Forças Armadas – Exército, Marinha e Aeronáutica – seriam os oficiais mais antigos de cada Força, como prevê a tradição militar. Em coletiva de imprensa realizada no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede da equipe de transição, o petista confirmou as indicações.

Nesse caso, o general Julio Cesar de Arruda será o novo comandante do Exército, o almirante Renato Rodrigues Aguiar Freire será o novo comandante da Marinha e o brigadeiro Marcelo Damasceno será o novo comandante da Aeronáutica.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque