Eleições 2022
POLÍTICA

Candidata a deputada, Simone Pereira aposta em educação inclusiva no Piauí

Ela também propõe fortalecimento de políticas de proteção e combate à violência da mulher


Simone Pereira (MDB), candidata a deputada estadual, participou do Bancada Piauí, da TV Antena 10, nesta sexta-feira (16) e apresentou algumas de suas propostas, que tem como foco a educação inclusiva e o fortalecimento de políticas de proteção e combate à violência da mulher.

Com 30 anos de experiência pública, Pereira considera a educação inclusiva sua principal bandeira, caso eleita, ela pretende fortalecer a lei de proteção e inclusão à crianças com deficiência e também defende a criação de uma capacitação gratuita para mães de pessoas com deficiência tenham um norte para como gerir a educação dos filhos.

  

Candidata a deputada, Simone Pereira aposta em educação inclusiva no Piauí
Anna Paula Couto/ A10+
  

"A educação inclusiva não é educação especial. A educação inclusiva a criança com deficiência está aprendendo com outras que não têm deficiência, é necessário que a gente faça esse discurso, precisamos aparelhar as escolas, transformar essa lei, tirar ela do papel e fazer com que ela de fato possa ser executada. Inclusive uma das minhas propostas é fazer também uma capacitação permanente, através do CRAS, com as mães que têm filhos com deficiência. Quando a gente fala criança com deficiência as pessoas pensam em crianças com limitações mais severas, mas eu falo hoje o número de crianças autistas, crianças com TDAH e que muitas vezes as mães, principalmente, de baixa renda não sabe como lidar. Então essas mães elas precisam ser orientadas, elas precisam ser acompanhadas pra que ela possa conduzir a educação dos filhos", explicou.

Para a saúde, a candidata disse que tem como foco o fortalecimento das políticas públicas de proteção e combate à violação do direito da mulher, mas enfatizou que as propostas para a saúde são incisivas para todo o núcleo familiar.

"A gente tem uma preocupação muito grande com relação a questão da saúde da mulher, porque é uma das políticas que eu defendo é a política de proteção e de combate à violação do direito, da mulher e de todos os outros seguimentos. A assistência contempla dois segmentos de políticas públicas. Eu tô falando de inclusão. Quando eu falo de combate a violação de direito, eu tô falando toda a violação de direito, independente de que política pública seja ela. Então as políticas elas não podem funcionar de forma independente, fragmentada. Então como saúde a gente tem que entender a saúde do idoso a saúde da mulher, a saúde da criança", completou.

Geração de emprego e renda

A candidata que também foi secretária de Estado do Agronegócio e Empreendedorismo Rural (Seagro) também apresentou propostas para a área e disse que não se pode fazer de geração de emprego e renda sem falar de capacitação de mão de obra.

  

Simone Pereira concedeu entrevista ao Bancada Piauí nesta sexta (16)
Anna Paula Couto/ A10+
  

"Sempre que eu falo de geração de renda e empreendedorismo eu atrelo muito à capacitação, enquanto secretária do agronegócio eu pude ver o quanto o Piauí é muito rico, de muitas oportunidades, mas eu vi o embate de máquinas de ultima geração que fazem a colheita da soja, que não se faz a colheita manual e eu tive a curiosidade de saber quem manuseia as máquinas… então muito se fala de trazer investimentos para o Piauí, trazer indústrias, sem falar em capacitar mão de obra… Não é justo a gente achar que o piauiense tenha que fazer apenas serviço braçal e sim que tenha outras oportunidades", finalizou.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: