Após repercussão de caso entre sogro e genro, PCC impõe lei do silêncio em região; entenda - Brasil
REPERCUSSÃO

Após repercussão de caso entre sogro e genro, PCC impõe lei do silêncio em região; entenda

A história viralizou e a facção não quer que os moradores comentem o caso para não atrapalhar o tráfico de drogas na região


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A repercussão do caso do genro que traía a esposa com o sogro não foi bem aceita pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que comanda a região de Araraquara, interior de São Paulo. Com o interesse do público voltado para a região, a facção impôs uma "lei do silêncio" para que os moradores não comentassem o caso. 

A lei foi imposta para os moradores porque, segundo eles, a repercussão do caso poderia atrapalhar o tráfico de drogas na região. Por isso, o crime organizado determinou que os moradores não falassem, nem dessem entrevistas sobre o caso que viralizou em todo o país. 

  

Caso entre sogro e genro: filha descobre tudo e expõe caso nas redes sociais; assista

   

A facção atua na região do bairro Valle Verde e em outros bairros periféricos do município. Segundo moradores, quem descumprir a ordem pode ser punido pelo tribunal do crime.

Relembre o caso

Um homem de 45 anos foi espancado e um carro foi incendiado depois que um suposto caso entre sogro e genro foi descoberto pela filha nesta segunda (20), no bairro Valle Verde, em Araraquara, São Paulo. De acordo relatos de testemunhas feitos à Polícia Militar, a agressão começou depois que a filha desse homem que foi agredido publicou, em suas redes sociais, o suposto relacionamento do pai com o marido dela.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado