Governo do Piauí concederá bolsa de R$ 600 para jovens, adultos e idosos que se alfabetizarem - Cidades
EDUCAÇÃO

Governo do Piauí concederá bolsa de R$ 600 para jovens, adultos e idosos que se alfabetizarem

Estratégia faz parte do programa Alfabetiza Piauí, lançado nesta segunda-feira pelo governador Rafael Fonteles


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O governador Rafael Fonteles e o secretário da Educação, Washington Bandeira, anunciaram, nesta nesta segunda-feira (3), o Programa Alfabetiza Piauí, destinado a jovens, adultos e idosos com o objetivo de reduzir o índice de analfabetismo no Estado. Será concedida uma bolsa de R$ 600,00 para os participantes do programa, que tem a meta de alfabetizar 100 mil pessoas até o fim de 2026.

“É toda uma geração que teve a oportunidade de estudar, mas não vai ficar para trás no nosso governo. Já em 2024 serão 25 mil vagas e os participantes receberão a bolsa de R$ 600,00 paga em três vezes”, afirmou Rafael Fonteles. Apenas este ano, serão investidos mais de R$ 203 milhões no programa.

 

Governo do Piauí concederá bolsa de R$ 600 para jovens, adultos e idosos que se alfabetizarem
Reprodução
 

Além da bolsa de R$ 600, o Alfabetiza Piauí oferecerá benefícios como transporte e alimentação. O objetivo do programa é possibilitar o acesso à educação e à continuidade dos estudos na modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). A meta é alcançar piauienses com idade igual ou superior a 15 anos que não foram alfabetizados na idade certa.

“Quanto mais avançada a idade dos grupos populacionais, maior é a proporção de analfabetos. Por isso, estamos lançando o Programa Alfabetiza Piauí, que vai realizar uma busca ativa em 224 municípios piauienses, promovendo a alfabetização e a permanência dos alunos por meio da concessão de uma bolsa no valor de R$ 600,00”, explicou o secretário Washington Bandeira.

O pagamento da bolsa ocorrerá em três etapas à medida que o aluno avançar no curso. O primeiro repasse, no valor de 200 reais, será concedido após a confirmação da matrícula. O segundo repasse, no mesmo valor, após três meses de aulas, mediante comprovação de frequência mínima de 75% de presença e participação nos testes. O terceiro repasse será concedido após a certificação do estudante alfabetizado e sua matrícula na etapa seguinte da EJA Seduc, completando o valor de R$ 600,00.

Com aulas presenciais em 510 turmas na I Etapa do Programa, a carga horária será de 300 horas e terá uma duração de seis meses. A metodologia será focada na alfabetização inicial, de forma interdisciplinar em seus componentes curriculares, priorizando as disciplinas de Língua Portuguesa e noções básicas de Matemática.

As matrículas já estão abertas. Os interessados devem procurar a gerência regional da Seduc em cada um dos 12 territórios de desenvolvimento, ou as próprias escolas de educação de jovens e adultos.

De acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Piauí foi o Estado que mais reduziu o analfabetismo entre jovens e adultos em todas as faixas etárias, de 14,8% em 2022 para 13,3% em 2023.

A pesquisa revela também que mais de 99,4% das crianças do Piauí com idade de 6 a 14 anos estão alfabetizadas. Esse índice coloca o Piauí acima da média nacional de alfabetização nessa faixa etária, que é de 94,6%.

Fonte: Governo do Estado do Piauí


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado