Censo 2022: Piauí tem 1,7 milhão de endereços, diz levantamento; 710,6 mil são sem número - Geral
DADOS

Censo 2022: Piauí tem 1,7 milhão de endereços, diz levantamento; 710,6 mil são sem número

O IBGE divulgou a versão completa do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE)


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (14/06), a versão completa do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE). De acordo com o levantamento, o Piauí conta com 1,7 milhão de endereços. O Censo 2022 traz ainda os principais atributos dos 1.705.548 endereços piauienses, que incluem o nome do logradouro, número e modificador do endereço, complemento, localidade, CEP, espécie da unidade visitada, tipo de edificação e nomes dos estabelecimentos, entre outros.

Organizado pelo IBGE desde 2005, o CNEFE é o principal acervo de endereços do país com abrangência nacional e acesso público. Ele é atualizado periodicamente, sendo totalmente revisado durante os censos demográficos. “A contribuição dos 120 mil recenseadores foi fundamental. Foram os trajetos por eles percorridos e o seu trabalho de cobertura que nos permitiram ter o produto que estamos entregando hoje para a sociedade”, observa Eduardo Baptista, gerente do CNEFE.

  
Censo 2022: Piauí tem 1,7 milhão de endereços, diz levantamento; 710,6 mil são sem número Reprodução
 
 
 

A pesquisa aponta ainda que o Piauí tem 710,6 mil endereços sem número e 167 mil endereços em logradouro sem denominação. 

“Uma análise dos diversos atributos do Cadastro Nacional de Endereços para Fins Estatísticos (CNEFE) do IBGE permite saber que no Piauí foram registrados 710.603 endereços sem número (ou 41,66% do total de endereços). Destaca-se também no estado o quantitativo de 212.812 endereços em sistemas alternativos (12,48%), onde no endereço não havia uma numeração de registro do imóvel no logradouro obtido junto à Prefeitura, mas unicamente um número de identificação junto ao cadastro da empresa de água ou de energia, da SUCAM dentre outros”, diz o levantamento divulgado pelo Instituto. 

Endereços em logradouros sem nome

O Piauí tem, ainda, cerca de 167,2 mil endereços em logradouros sem nome, enquanto no país são 2,7 milhões de endereços, sendo a maior ocorrência na Bahia, com 314,5 mil endereços. Refletindo a religiosidade da população piauiense, registrou-se que 7.198 endereços do estado estavam em logradouros com a denominação de “São José”, e outros 5.368 endereços em logradouros com a denominação de “Santo Antônio”.

 O gerente do CNEFE observa que “o endereço é também um indicador de cidadania. Isso significa que o cidadão que vive em um endereço sem número ou em uma rua ou avenida sem denominação está sofrendo algum tipo de déficit na sua cidadania, pela não formalização daquele endereço ou logradouro pelo poder público municipal

O  Cadastro Nacional de Endereços é fundamental não apenas para orientar os recenseadores durante a operação censitária, mas também para estruturar as amostras das pesquisas domiciliares do IBGE. “A PNAD Contínua, por exemplo, já está utilizando os dados do CNEFE atualizado”, observa Eduardo.

Fonte: Portal A10+ com informações do IBGE


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Eleições nos Estados Unidos: você acha que Joe Biden tem condições de disputar a reeleição

ver resultado