Reviravolta: músico não foi baleado e, segundo perícia, morreu após colisão de veículos em Teresina - Geral
DHPP INVESTIGA

Reviravolta: músico não foi baleado e, segundo perícia, morreu após colisão de veículos em Teresina

A TV Antena 10 e o A10+ apuraram que, diferentemente da primeira versão de bala perdida, não foi encontrada perfuração por tiro no corpo da vítima


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 18h42)

O caso do músico Carlos Henrique sofreu uma reviravolta após um laudo do Instituto de Medicina Legal (IML) apontar que no corpo da vítima não foi encontrado projéteis de arma de fogo. O músico faleceu em decorrência dos ferimentos provocados após uma forte colisão no veículo onde ele estava. A primeira versão apontava que a vítima teria sido atingida por uma bala perdida na cabeça, mas a TV Antena 10 e o A10+ apuraram que, diferentemente do que foi repassado por testemunhas, a perícia não encontrou perfurações de tiro no corpo do músico e nem marcas nos veículos envolvidos no acidente. 

Carlos Henrique estava em um veículo que foi atingido violentamente por um SUV dirigido por criminosos que fugiam da polícia na Av. Presidente Kennedy com Av. Dom Severino, na zona Leste de Teresina, na madrugada desta quinta-feira (30). Após a colisão dos veículos, os bandidos iniciaram uma troca de tiros com os policiais. Testemunhas haviam relatado que o músico teria sido atingido por uma bala perdida na cabeça, no entanto, essa versão muda com o laudo do IML que aponta que o músico não foi atingido por disparos. A reportagem levantou também que a morte foi em decorrência de uma ação contundente. 

 

Músico Carlos Henrique morreu na zona Leste de Teresina Reprodução

   

O A10+ apurou que Carlos Henrique teve o pé cortado, baço e fígado machucados, além de costelas quebradas e a cabeça com um corte profundo o que teria, inicialmente, provocado o boato de que ele havia sido baleado. A suspeita é que o ferimento ocorreu após a colisão dos veículos. A família da vítima está consternada com o caso.

A reportagem também conversou com um militar que confirmou a versão de que Carlos Henrique não foi atingido por bala perdida. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) que poderá realizar uma reconstituição do crime para elucidar a real dinâmica do acidente que vitimou o músico. 

O que diz a PM

Em nota divulgada à imprensa, a Polícia Militar do Piauí, por meio do Comando de Policiamento Metropolitano e da Corregedoria, informou que está acompanhando e apurando todos os fatos acerca da ocorrência policial que resultou na morte de um civil, a fim de esclarecer as responsabilidades e adotar todas as medidas cabíveis.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado