Sada prepara plano de vacinação contra peste suína no Piauí - Geral
CAMPANHA

Sada prepara plano de vacinação contra peste suína no Piauí

Três focos de Peste Suína Clássica (PSC) foram confirmados no município de São José do Divino, no norte do estado


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Com a confirmação de três focos de Peste Suína Clássica (PSC), no município de São José do Divino, norte do estado, a Secretaria de Assistência Técnica e Defesa Agropecuária (Sada) por meio da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (Adapi) deslocou equipe de fiscais e médicos veterinários até a propriedade. O objetivo é adotar as medidas preconizadas no Plano de Contingência da doença e na legislação que trata da defesa sanitária animal. A Sada prepara um plano de vacinação contra a doença no estado. 

  

Sada prepara plano de vacinação contra peste suína no Piauí Reprodução
   

“O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) através do Laboratório Federal de Defesa Agropecuária confirmou a ocorrência desses 3 focos de PSC no território piauiense. Estes focos ocorreram em criatórios de subsistência, com animais criados de forma extensiva (soltos). Os animais apresentaram principalmente conjuntivite, febre e alta mortalidade”, explicou Idílio Moura, gerente de Defesa Animal da Adapi.

Dentre as medidas adotadas pela Adapi diante desses casos, está a interdição da propriedade, o sacrifício sanitário dos animais e destruição em ambiente apropriado. “Todos os animais das propriedades com o foco foram eliminados, totalizando 30 suínos, destruídos e enterrados em uma vala com profundidade adequada”, comentou Idílio.

O gerente acrescentou que serão intensificadas as ações de vigilância no perifoco (região no entorno de onde ocorreu o foco) para monitorar e acompanhar toda e qualquer suspeita compatível com doenças hemorrágicas do suíno, além de serem intensificadas ações de educação, comunicação e a fiscalização do controle de trânsito de suínos.

Todo caso de animal que demonstre qualquer suspeita da doença, como: mortalidade dos suínos, febre (animais amontoados), conjuntivite, diarreia, vômito deve ser comunicado pelo criador à Adapi. Além disso, os criadores só devem adquirir animais de origem conhecida como Guia de Trânsito Animal (GTA) e não adquirir animais de feiras que não são controladas pela Agência de Defesa Agropecuária.

“Nosso objetivo hoje é controlar e erradicar a doença no território piauiense. Lembrando que os criadores que tiveram seus animais sacrificados serão indenizados pelo Governo do Piauí, como forma de minimizar os prejuízos causados pela doença no estado”, relembrou Fábio Abreu, secretário da Sada.

Vacinação contra a Peste Suína Clássica

A ocorrência desses casos no Piauí demonstra a alta sensibilidade do sistema de vigilância do estado em detectar casos e não afetar o comércio internacional dos estados produtores e exportadores de carne suína, já que esses estados como Santa Catarina e Paraná são considerados zona livre da PSC.

O Piauí está entre os 10 estados brasileiros considerados área não livre de Peste Suína Clássica. De 2019 até agora, o estado piauiense diagnosticou 35 focos da doença, principalmente na região norte do estado. 

Para sair da classificação de risco, a Secretaria da Assistência Técnica e Defesa Agropecuária (Sada) está realizando junto com a Adapi e o Mapa um plano estratégico de imunização contra a doença, que faz parte do Plano Brasil livre de PSC.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro

ver resultado