AÇÃO POLICIAL

Após 7 anos, Greco prende acusado de matar empresário Epaminondas Coutinho em MG

A prisão ocorreu nesta terça-feira (20) na cidade de Uberlândia


(Atualizada às 10h14)

Manoel dos Santos Matos, vulgo 'Santino' foi preso nesta terça-feira (20) pela Polícia Civil do Piauí em Uberlândia, no estado de Minas Gerais. Ele é acusado de matar o empresário Epaminondas Feitosa Coutinho e estava foragido há mais de sete anos.

O mandado de prisão foi cumprido pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), em parceria com a Polícia Civil de Minas Gerais. O assassino foi condenado a 31 anos de prisão pela morte do empresário. O caso ocorreu na cidade de Picos em 2013.

  

Após 7 anos, Greco prende acusado de matar empresário Epaminondas Coutinho em MG
Reprodução

  

O júri do caso ocorreu neste mês onde a mandante (esposa do empresário), executores e agenciadores foram condenados a mais de 100 anos de prisão.

Após a prisão, Manoel dos Santos Matos será recambiado para o sistema penitenciário piauiense, onde deve cumprir sua pena pelo assassinato do empresário. Ele foi condenado pelo crime de homicídio qualificado (pistolagem).

De acordo com o Conselho de Sentença, as penas dos quatro réus ficaram distribuídas da seguinte forma: O réu T.O.C foi condenado a 30 anos de reclusão. Y.O.C foi condenado a 28 anos e 7 meses de reclusão. Já M.S.M foi condenado a 26 anos e 4 meses de reclusão pelo crime de homicídio e a 1 ano de 3 meses de detenção pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso proibido. E o réu I.J.N foi condenado a 26 anos e 4 meses de reclusão.

Relembre o caso

Epaminondas Coutinho Feitosa, que era chefe da Junta Militar em Massapê do Piauí, foi morto a tiros em 8 de junho de 2013 na cidade de Picos. A vítima chegava em casa quando foi surpreendida pelos atiradores.

Na época do caso, bem no início das investigações, a polícia prendeu dois suspeitos de terem cometido o crime e outro que teria agenciado os matadores. Durante depoimento, os três apontaram como mandante Antônia de Sousa, então esposa da vítima.

A viúva Antônia Sousa de Andrade Rocha, acusada de mandar matar o marido Epaminondas Feitosa, foi condenada a 24 anos de prisão em regime inicialmente fechado. A condenação deste caso ocorreu após júri popular em 2015.

  

O empresário Epaminondas Feitosa foi morto a tiros em 2013 na cidade de Picos
Reprodução

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: