Blogueira apontada como disciplina de facção é presa por envolvimento na morte de mulher em Teresina - Polícia
POLÍCIA

Blogueira apontada como disciplina de facção é presa por envolvimento na morte de mulher em Teresina

Na ocasião, a vítima chegou a ser esquartejada e teve o corpo encontrado em cova rasa na zona Sudeste


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Maria Clara Sousa Nunes Bezerra, de 25 anos, foi presa pelo Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) nesta segunda-feira (08), suspeita de ser a mandante do assassinato de Silvana Rodrigues de Sousa, de 21 anos; a vítima foi encontrada esquartejada dentro de um saco, em uma cova rasa na região da Vila da Guia, na zona Sudeste de Teresina, no dia 26 de junho. A suspeita, segundo a polícia, é apontada como "disciplina" de uma facção. 

Segundo o delegado Bruno Ursulino, responsável pelo caso, Maria Clara chamou Silvana para uma emboscada após desconfiar que a vítima estaria passando informações de uma organização criminosa para outra. De acordo com o delegado, Maria Clara foi a mandante do crime e participou dele em todas as etapas. 

  

Suspeita de ser mandante de execução e esquartejamento de mulher em Teresina é presa pela polícia
Reprodução

   

“A gente consegue demonstrar o envolvimento da Maria Clara, tanto no aspecto de ter sido mandante, como estar lá na meio da execução desse crime. A partir da prisão dela sabemos que mais elementos vão surgir e a gente vai buscar outras pessoas que estão envolvidas e trazer para o inquérito para colocar todos à disposição da justiça”, disse o delegado à TV Antena 10. 

De acordo com o delegado, Maria Clara exerce o papel de “disciplina” dentro da organização criminosa que faz parte e tem o poder de determinar quem será executado. Silvana foi morta por enforcamento e depois esquartejada. Seu corpo foi encontrado em dois sacos plásticos e em uma cova rasa.

“Ela é uma das pessoas que tem essa função [disciplina]. Essa função recai sobre ela o papel de ficar determinando as punições que serão sofridas por aqueles que por ventura transgredirem aquilo que eles levam como norma. A Silvana caminhava por aquele setor da Vila da Guia, mas foi descoberto que ela também andava em outros setores que pertencem a outros grupos criminosos. A partir dessa desconfiança a Maria Clara chamou a Silvana para essa emboscada. A gente sabe que foi enforcada no local e posteriormente esquartejada. Desde o início que a Maria Clara chamou e que depois a Silvana foi esquartejada a Maria Clara esteve no local”, explicou à TV Antena 10.

O delegado ainda contou para a TV Antena 10 que Maria Clara se passava por blogueira, mas que utilizava as redes sociais para dar notoriedade para a facção criminosa que participa. Outras pessoas estão envolvidas no crime e já estão sendo investigadas pela polícia.

“Ela se apresenta como blogueira mas a gente sabe que o papel dela não é esse. Ela é uma pessoa que tenta se mascarar através dessa atividade ilícita para dar uma maior notoriedade para esse movimento criminoso que ela exerce. Outras pessoas serão presas, a questão é só a gente concretizar nos autos, mas elas serão presas”, finalizou.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

APÓS DESISTÊNCIA DE JOE BIDEN, VOCÊ ACREDITA QUE KAMALA TEM CHANCES DE DERROTAR TRUMP NOS EUA

ver resultado