Estudante de Direito denuncia que foi agredida por namorado em Teresina - Polícia
VIOLÊNCIA

Estudante de Direito denuncia que foi agredida por namorado em Teresina

Em rede social, vítima compartilhou foto com rosto machucado e coberto de sangue


Uma estudante de Direito identificada como Victoria Soares, de 23 anos, denunciou, em postagem nas redes sociais, que foi agredida nesta quarta-feira (10) pelo namorado, o empresário Matheus Vitor, dono de uma loja de veículos em Teresina. As agressões, segundo a mãe da jovem, teriam sido motivadas por ciúmes.

Ao A10+, a mãe da vítima relatou que as agressões ocorreram no condomínio onde ela vive com a filha no bairro São João, zona Leste de Teresina. Em rede social, a jovem compartilhou uma foto com o rosto machucado e coberto de sangue. Segundo ela, o namorado teria arrebentado a porta do apartamento da mãe dela após uma discussão.

Estudante de Direito denuncia que foi agredida por namorado em Teresina Reprodução

   

“Eles saíram e aí no local ele ficou humilhando ela… minha filha voltou para casa, ele a perseguiu, e aí aproveitou a saída de um morador e entrou no condomínio. Depois ele subiu, arrebentou a porta e agrediu minha filha. Ela teve a sombracelha cortada e foi agredida de diversas formas por ele. Ele quer mandar nela, tinha ciúmes de tudo. Minha filha tá abalada, mas vamos resolver tudo na justiça”, contou a mãe da vítima ao A10+. 

Vítima conta que namorado invadiu apartamento e a agrediu Reprodução

   

O casal está junto há sete meses. Bastante abalada, a vítima preferiu não falar com a reportagem sobre o caso. A mãe confirmou que um boletim de ocorrência  já foi registrado. A família pede agora justiça e a prisão do suspeito.

Segundo a família da vítima, desde o início do relacionamento o namorado demonstrava ciúmes excessivos e tinha discussões com a jovem. Em abril deste ano, a estudante chegou a registrar um boletim de ocorrência e relatou que vivia uma relação abusiva com o suspeito. De acordo com o documento, durante as brigas o empresário ofendia a estudante com vários termos pejorativos, chamando-a, por exemplo, de “vagabunda”.

Outro lado

O A10+ não conseguiu contato com a defesa do namorado da jovem. O espaço segue aberto para esclarecimentos através do e-mail: [email protected] 

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque