EM TERESINA

Família diz que corpo encontrado em matagal é de Caio Sabóia; entenda

Irmã da vítima sustenta que corpo seria de dono de hamburgueria que está desaparecido


O corpo encontrado em um matagal na divisa entre os bairros Vila Irmã Dulce e Angelim, zona Sul de Teresina, pode ser de Caio Silva Araújo de Sabóia, de 27 anos, dono de uma hamburgueria que está desaparecido desde sábado (12). A informação foi confirmada ao A10+ por uma irmã do jovem. 

O corpo da vítima foi identificado pela irmã, que o reconheceu pela tatuagem no peito. Mais cedo, a família do jovem relatou à TV Antena 10 que Caio foi visto pela última vez próximo a uma lanchonete, localizada no Lourival Parente, zona Sul da capital. Desde então, ele estava sendo procurado. 

Família diz que corpo encontrado em matagal é de Caio Sabóia; entenda
Reprodução

   

Ao A10+, o 17º Batalhão da Polícia Militar do Piauí informou que o homem não possuía nenhuma documento de identificação no local. A principal suspeita é que o corpo estaria no local há mais de três dias. A polícia não informou se haviam marcas de tiros ou perfurações no corpo. 

Mesmo a família reconhecendo, apenas um laudo cadavérico do Instituto de Medicina Legal (IML) irá comprovar se o corpo pertence ao dono da hamburgueria. O local foi isolado pela Polícia Militar e a Perícia Criminal acionada para realizar os procedimentos necessários.

A mãe de Caio, Maria do Socorro Araujo, afirmou que o filho não tinha o costume de passar dias fora de casa. Sabóia, como é mais conhecido pelos amigos, mora em Timon, tem hamburgueria e é viciado em drogas. Mesmo com o vício, a família relatou que ele nunca se envolveu em assaltos ou outros crimes.   

Mãe e irmã fazem apelo para encontrar Caio
Ana Paula Barreira / TV Antena 10

   

“Vi meu filho pela última vez no sábado, por volta de 7h30, almoçou, trocou de roupa e saiu. A irmão tava com uma amiga no parque e ele apareceu lá. Uns amigos disseram que ele passou na lanchonete e os amigos perguntaram vai pra onde Saboia. E ele disse que ia pegar uma gata. Foi a última vez que viram. Agora pouco fui na casa dele, falei com vizinha e ela disse que por volta de meia noite escutou vozes na casa dele, vozes de homem, e só o que sei é isso", conta a mãe.

O corpo foi recolhido pelo Instituto de Medicina Legal (IML). O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: