Governo decreta a desapropriação do Bar da Thaís para construção de Espaço para a Juventude - Polícia
DESAPROPRIAÇÃO

Governo decreta a desapropriação do Bar da Thaís para construção de Espaço para a Juventude

Estabelecimento, que já foi interditado três vezes, já foi palco de mortes e tiroteios em Teresina


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Governo do Piauí determinou, através de um decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (22), que o local onde funcionava a casa de eventos "Bar da Thaís" será desapropriado. O decreto determina que a ação seja feita com urgência e que o espaço seja destinado à implantação de um Espaço de Convivência para a Juventude.

O espaço, que fica localizado na Vila Madre Teresa, bairro Samapi, zona Leste de Teresina, já foi alvo de diversas operações das Forças Integradas de Segurança em razão de sua ocupação pelas organizações para a prática de diversos crimes. No estabelecimento já houve mortes, tiroteio e interdições. 

  

Bar da Thays foi interditado em Teresina
SSP-PI

  

O irmão da proprietária do local foi preso em flagrante em abril, durante uma operação no estabelecimento. No dia 3 de maio o local foi interditado pela terceira vez pela polícia; o bar estava sendo alvo de operação policial porque a proprietária estaria sendo investigada por vender bebida alcoólica para menores de idade e por associação criminosa.

“A área a que se refere o art. 1º deste Decreto destina-se à instalação de Espaço de Convivência para a Juventude, através de ações das Secretarias de Estado da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, dos Esportes, da Cultura e da Coordenadoria da Juventude. É declarada de urgência a desapropriação, para efeito de imissão provisória do Estado na posse da área a ser expropriada”, diz o documento.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado