Jovem é executado a tiros dentro de residência na zona Sudeste de Teresina - Polícia
EXECUÇÃO

Jovem é executado a tiros dentro de residência na zona Sudeste de Teresina

Vítima foi atingida por pelo menos três disparos de arma de fogo


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

(Atualizada às 9h30)

Um homem identificado como José de Cardoso Filho, de 21 anos, conhecido como “gordinho” foi assassinado a tiros na madrugada desta quinta-feira (09), no bairro Vila Dona Luci, região do grande Dirceu, zona Sudeste de Teresina. A suspeita é que os criminosos teria batido na porta da vítima que ao atender foi alvejada com disparos de arma de fogo na cabeça.

Em entrevista à TV Antena 10, o delegado Barêtta informou que José costumava fazer delivery de drogas e recentemente tinha escapado de uma tentativa de homicídio ao fazer uma entrega.

  

Homem é assassinado a tiros dentro de residência no bairro Novo Horizonte
divulgação

 

"Pelo menos duas pessoas estavam na cena do crime. O projétil ficou alojado na cabeça dele e já houve a recomendação para que fosse  retirado para que houvesse o confronto balístico no nosso Instituto de Criminalística. Pelo menos três disparos atrás da orelha. Já denota que ele foi subjugado porque os tiros se concentraram detrás da orelha e bem localizados. Mas isso só quem vai dizer é o perito criminal. Ele (José) tinha um leque de pessoas que queriam matá-lo por causa dessa rivalidade do tráfico", afirma o delegado.

Equipes do 8° Batalhão de Polícia Militar foram acionadas e fizeram o isolamento da área. A perícia também foi acionada e o Instituto Médico Legal também esteve no local para fazer a remoção do corpo.

Após o crime, os bandidos fugiram e ainda não foram localizados. As investigações do caso ficarão a cargo do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado