Polícia Civil prende genro suspeito de matar o próprio sogro com tiro no interior do Piauí - Polícia
MANDADO DE PRISÃO PREVENTIVA

Polícia Civil prende genro suspeito de matar o próprio sogro com tiro no interior do Piauí

A vítima, Francisco das Chagas Penha, de 56 anos, foi morta após uma discussão com o genro no último dia 27


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Civil do Piauí realizou, na tarde desta segunda-feira (05), o cumprimento do  mandado de prisão preventiva de Moisés dos Santos, de 38 anos, suspeito de matar o próprio sogro com disparo de arma de fogo na cidade de Demerval Lobão, no último dia 27 de janeiro. A vítima, Francisco das Chagas Penha, de 56 anos, foi morta após uma discussão com o genro em um bar do Parque Vaquejador. 

Moisés dos Santos chegou a se apresentar para a polícia dias depois do crime, levando a arma utilizada. Porém, foi ouvido e liberado por não estar mais em flagrante. Já nesta segunda,  a prisão, pelo crime de homicídio qualificado, foi realizada pela Delegacia Seccional de Demerval Lobão.

  

No Piauí, genro é suspeito de matar o próprio sogro com disparo de arma de fogo; polícia investiga
Reprodução

   

Para a TV Antena 10, o delegado Marcelo Leal, Gerente de Polícia Metropolitana da Polícia Civil do Piauí, informou que testemunhas contaram que a vítima e sua filha, a companheira do suspeito, estavam em um bar quando o suspeito chegou procurando por ela. O pai e o companheiro da mulher estavam armados e entraram em luta corporal. 

“Ele apresentou a arma de fogo que foi utilizada. Segundo testemunhas que foram ouvidas até o momento, tanto a vítima quanto a filha estavam em um bar na cidade quando o autor chegou no local chamando por sua companheira, que é a filha da vítima. Houve uma breve discussão entre genro e sogro, uma tentativa de luta corporal; os dois estavam armados: um com arma branca e outro com arma de fogo”, disse o delegado à TV Antena 10.

O delegado revelou ainda que o suspeito chegou a atingir uma outra pessoa que estava no local. Ela foi socorrida e já foi liberada. O sogro do suspeito morreu ainda no local do crime. O delegado informou também que a arma de fogo utilizada no crime ela legalizada. “A arma de fogo era uma pistola com registro nos nossos sistemas de cadastro. Nos anos anteriores houve uma grande liberação de arma de fogo para as pessoas e infelizmente temos percebido o uso dessas armas registradas para o cometimento de crimes, o que infelizmente mostra que nossa nação não está preparada para possuir arma de fogo em casa”, finalizou o delegado.

O preso será apresentado em audiência de custódia e ficará à disposição da justiça.

Fonte: Portal A10+ com informações da PCPI


Dê sua opinião:

Fique conectado