Polícia Federal prende 48 foragidos do 8 de Janeiro e busca outros 160 em megaoperação - Polícia
OPERAÇÃO POLICIAL

Polícia Federal prende 48 foragidos do 8 de Janeiro e busca outros 160 em megaoperação

Polícia Federal cumpre mandados em 18 estados e no Distrito Federal; mandados de prisão foram expedidos pelo STF


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (6) uma megaoperação com o objetivo de capturar foragidos da Operação Lesa Pátria, que apura os episódios ocorridos em 8 de janeiro de 2023 em Brasília. Segundo a PF, 48 pessoas foram presas até as 12h50. A corporação ainda busca por outras 160. Os alvos foram investigados e condenados pelos atos de vandalismo praticados na Praça dos Três Poderes. Os mandados de prisão preventiva, expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), são cumpridos em 18 estados e no Distrito Federal.

A corporação efetuou as prisões nos estados do Espírito Santo, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Bahia, Paraná e no Distrito Federal. A Polícia Federal continua realizando diligências para localização e captura dos outros condenados ou investigados considerados foragidos.

  
Polícia Federal prende 48 foragidos do 8 de Janeiro e busca outros 160 em megaoperação
Marcelo Camargo / Agência Brasil
 
 
 
Em tese, os fatos investigados constituem os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido.

Ao longo de 27 fases, a operação Lesa Pátria, que é permanente, realizou centenas de prisões de pessoas envolvidas nos atos extremistas. “Mais de duas centenas de réus, deliberadamente, descumpriram medidas cautelares judiciais ou ainda fugiram para outros países, com o objetivo de se furtarem da aplicação da lei penal”, informou a PF.

Fonte: R7


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado