POLÍCIA

Saiba quem era Henrique Carvalho, jovem morto a tiros no Monte Castelo, em Teresina

A vítima havia terminado de deixar o filho de apenas 3 anos na casa da ex


O jovem morto a tiros no bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina, foi identificado como Henrique Oliveira Carvalho, de 24 anos. O crime ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (18). De acordo com a polícia, a vítima havia terminado de deixar o filho de apenas 3 anos na casa da ex-companheira quando foi executada. A motivação ainda é desconhecida. 

No local, a TV Antena 10 apurou que Henrique tinha ido visitar o filho, que vivia com a ex-companheira em uma rua lateral ao Premen Sul, uma escola da rede estadual de ensino. Ele pilotava uma motocicleta quando foi baleado.

  

Saiba quem era Henrique Carvalho, jovem morto a tiros no Monte Castelo, em Teresina
Reprodução

  

Antes de ser morto, Henrique Carvalho chegou a publicar um vídeo do seu filho em rede social. Ele havia feito compras e foi deixar para o menino que mora com a ex-companheira. A suspeita é que ele seria membro de uma facção criminosa. 

No chão, foram encontradas várias cápsulas de munição. Equipes da Polícia Militar foram acionadas e isolaram a área do crime. O pai da vítima também esteve no local. Bastante abalado, ele lamentou o caso e pediu justiça. Ele afirmou que o filho teria suposto envolvimento com membros de facções. 

"Ele veio pegar o nenenzinho dele. Ele tem 24 anos e tinha envolvimento mais ou menos com facção. A mãe dele tá com 11 meses que faleceu, ele mora lá no Renascença. [sobre a dor] Eu não sei nem te falar", disse o pai da vítima à TV Antena10. 

  

Homem é morto a tiros no bairro Monte Castelo, em Teresina
Rayanna Mousinho / A10+

  

Após o crime, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas o rapaz já estava morto. Nas redes sociais, amigos e conhecidos lamentaram o caso e prestaram condolências aos familiares de Henrique.

Populares também não souberam informar de onde partiu e quem teria efetuado os disparos contra a vítima. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

Assista ao vídeo abaixo:

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: