Suspeito de assassinar o próprio pai a pedradas em Timon já tentou matar o irmão, diz delegado - Polícia
NO MARANHÃO

Suspeito de assassinar o próprio pai a pedradas em Timon já tentou matar o irmão, diz delegado

A polícia apura se o suspeito possui algum transtorno mental. No dia do crime, homem também feriu a própria mãe


📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Timon está apurando se o homem de 47 anos, suspeito de agredir a mãe e assassinar o pai a pedradas nesta terça-feira (04), no bairro Parque União, possui algum transtorno mental. Segundo a polícia, no passado ele teria tentado assassinar o irmão também; depois disso ele foi internado no Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu e liberado do local há cerca de 15 dias.

“A gente está apurando se tinha alguma debilidade psíquica, saíram informes que ele teria essa debilidade, mas não fazia o uso de medicações e fazia o consumo excessivo de álcool que pode ter desencadeado essa fúria contra a família. Estamos apurando isso”, disse o delegado Otávio Chaves à TV Antena 10.

  

Suspeito de assassinar o próprio pai a pedradas em Timon já tentou matar o irmão, diz delegado Reprodução

   

Segundo a polícia, o suspeito voltou pra casa há cerca de 15 dias, depois de ser liberado do Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu. Ele foi internado no local após a tentativa de assassinato contra o irmão. Nessas últimas duas semanas livre, o suspeito não estava fazendo uso de seus medicamentos e estava ingerindo bebidas alcoólicas. 

Na noite do crime contra o paio suspeito chegou em casa embriagado, por volta de 1h da manhã; ele pegou uma pedra, entrou no quarto da mãe idosa e a agrediu. Em seguida, foi ao quarto do pai, um idoso acamado, e o golpeou diversas vezes com a mesma pedra. Depois, ele acordou seu irmão e pediu por uma faca para ceifar a vida do pai, que estava sofrendo com os ferimentos.

O delegado ainda informou para à TV Antena 10 que o suspeito está em um presídio normal e que só poderá ser transferido para uma unidade médica após laudo psiquiátrico.

“As discussões eram mais por conta desses problemas que ele tinha e que se agrava com o álcool e o tornava uma pessoa agressiva a ponto de querer investir contra o pai e a mãe. Ele está no presídio Jorge Vieira e só poderá ser encaminhado para uma unidade específica caso haja a comprovação que ele tem esse problema psíquico”, finalizou.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião:

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Em destaque

Enquete

Qual sua opinião sobre o projeto aprovado pela Câmara que equipara aborto a homicídio

ver resultado