CRIME

Suspeito de matar gerente de pousada é preso pela polícia em Parnaíba

Ele vinha sendo monitorado pelas forças policiais; prisão ocorreu nesta quarta (16)


A Polícia Civil, representada pela Delegacia de Luís Correia, com o apoio da Força Tarefa de Parnaíba, prendeu nesta quarta-feira (16) o principal suspeito de assassinar um gerente de pousada, na praia do Macapá, em Luís Correia. O suspeito estava escondido num conjunto de apartamentos populares, em Parnaíba.

  

Suspeito de matar gerente de pousada é preso pela polícia em Parnaíba
Reprodução

   

Ele vinha sendo monitorado pela forças policiais e durante o cumprimento do mandado de prisão não houve reação. Ainda de acordo com a polícia, o criminoso também é responsável por inúmeros assaltos a mão armada no Coqueiro, Macapá, Bezerro Morto, Carnaubal, Mexeriqueira, Carapebas e Camuripim.

Segundo a polícia, o homem é faccionado e agia com muita agressividade contra suas vítimas. Após matar o empresário, ele abandonou uma motocicleta, uma balança de precisão, algumas pedras de crack e uma pequena quantia em dinheiro, após avistar uma barreira policial no último domingo (14). 

O suspeito encontra-se preso na Central de Flagrantes de Parnaíba e será interrogado pela autoridade policial.

Relembre o caso

Francisco Helder Alves, de 54 anos, foi executado a tiros na noite deste sábado (12) em Luís Correia, litoral do Piauí. Helder era dono da Pousada Recanto dos Poetas, localizada na Praia de Macapá, local onde aconteceu o crime.

Câmeras de segurança do local mostram o momento exato em que o crime aconteceu. Durante a noite, enquanto hóspedes se alimentavam do lado de fora da pousada, um homem encapuzado chega, se aproxima de Helder que está dentro de uma embarcação decorativa e dispara contra a vítima.

O major Delgado informou ao A10+ que, por conta da configuração do crime, suspeita-se que a ação seja uma execução. Nada foi levado do local e nenhuma outra pessoa ficou ferida.

“Sensação de impunidade”, desabafa amigo de gerente de pousada morto a tiros em Luís Correia

“A sensação de impunidade desse crime já é muito alta. Quem será o próximo?“, questionou o advogado Glauber Uchôa, amigo do empresário Francisco Helder Alves, 54 anos, que foi executado a tiros dentro de sua pousada “Recanto dos Poetas” em Luís Correia, litoral do Piauí, na noite desse sábado (12). 

Em entrevista ao A10+, Glauber pediu justiça pela morte do empresário e citou que o sentimento é de “tristeza”.  Ele afirmou que o litoral está tomado de facções e que nada é feito para combater o aumento da criminalidade na região. 

  

“Sensação de impunidade”, desabafa amigo de dono de pousada morto a tiros em Luís Correia Arquivo pessoal

   

“O sentimento que fica com esse crime covarde primeiramente é o de tristeza, por perder alguém tão especial e importante dessa forma, e o segundo é o de revolta, por saber que o nosso litoral está tomado por facções criminosas que mandam e desmandam e nada é feito. A sensação de impunidade desse crime já é muito alta. Quem será o próximo? Me pergunto”, disse o advogado ao A10+.

Ainda em entrevista, Glauber relembrou que sua relação com Francisco Helder começou quando ele era cliente da pousada e depois transformou-se numa parceria comercial já que, segundo o advogado, o empresário lhe ajudava a divulgar as belezas do estado na página “Piauí meu Amor”nas redes sociais.

📲 Siga o A10+ no Instagram, Facebook e Twitter.

Fonte: Portal A10+


Dê sua opinião: